Home / Política / Danilo Lage pede ajuda a deputado para que prédio escolar seja municipalizado

Danilo Lage pede ajuda a deputado para que prédio escolar seja municipalizado

Danilo-Lage121212 (3)

Vereador Danilo Lage entregou ofício ao Dp. Nozinho solicitando empenho para que Município assuma o prédio escolar

Uma solicitação de sessão ao Município de Santa Maria de Itabira do prédio escolar pertencente ao Governo de Minas, que hoje abriga a municipalizada escola Trajano Procópio, se arrasta há anos e dificulta a realização de obras de melhoria e ampliação na unidade, instalada na rua Cassemiro Andrade, no Centro da cidade.

Em busca de respostas, o presidente da Câmara Municipal, vereador Danilo Lage (PPS) esteve no dia 31 de maio na Assembleia de Minas, no gabinete do deputado estadual Raimundo Nonato Barcelos “Nozinho”, para solicitar empenho do deputado junto à Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SES-MG), pela sessão do prédio ao Município para que obras necessárias sejam realizadas, uma vez que elas ficam impossibilitadas devido à unidade pertencer ao Estado.

Ofício ao Dp. Nozinho

Ofício ao Dp. Nozinho

Em ofício, Danilo justifica que com a municipalização dos anos iniciais do ensino fundamental, desde o ano de 2000, o Município vem utilizando o prédio da escola Trajano Procópio para acolher tais estudantes, principalmente da zona rural, onde, por questões de demanda, diversas escolas foram fechadas.

Com grande parte de suas 11 salas superlotadas, a Trajano Procópio necessita de obras, principalmente de ampliação, que poderão ser executadas pela Prefeitura mediante parcerias e convênios, antes, contudo, o processo de sessão do prédio ao Município deve ser concluído.

O prédio pertence ao Governo de Minas e solicitação de sessão se arrasta desde 2000

O prédio pertence ao Governo de Minas e solicitação de sessão se arrasta desde 2000

O pedido foi recebido pelo deputado Nozinho, que garantiu esforços para dar celeridade ao processo que já tramita na SES-MG com parecer favorável da Secretaria de Planejamento e Gestão do governo de Minas.

Pelas informações, o prédio acolhe diariamente quase 700 alunos do 1º ao 5º ano das séries iniciais, nos turnos da manhã, tarde e noite, e uma turma do (EJA) Educação de Jovens e Adultos. Há salas no período matutino com cerca de 40 alunos, quando na verdade não deveria passar de 25/30, no máximo.

O problema das salas superlotadas compromete a qualidade do ensino. Para tentar amenizar a situação, a biblioteca e um depósito da escola foram transformados em sala de aula, o que também não acabou com o grande número de alunos nas classes.

Fonte: O Folha Popular