Home / Saúde / 60% dos americanos com diabetes ignoram exame oftalmológico anual

60% dos americanos com diabetes ignoram exame oftalmológico anual

Um em cada 10 americanos tem diabetes, o que o coloca em risco aumentado de deficiência visual devido a uma doença ocular denominada retinopatia diabética

As pessoas com diabetes apresentam um risco maior de desenvolver doenças oculares graves, mas a maioria não realiza exames oftalmológicos anuais, aponta um grande estudo, apresentado durante a reunião anual da Academia Americana de Oftalmologia de 2016.  A entidade reitera a importância dos exames oculares para os pacientes diabéticos.

Dados da Federação Internacional do Diabetes apontam que um em cada dois adultos com a doença não está diagnosticado e, portanto, não tem ciência de sua condição e não toma os devidos cuidados. Dados da entidade mostram que a doença segue crescendo em todo o mundo: ao todo, 415 milhões de adultos viviam com diabetes em 2015. A previsão é de que esse número chegue a 642 milhões em 2040 – uma proporção de um adulto diabético para cada dez adultos no planeta.

A importância dos exames oftalmológicos para os diabéticos

“Pesquisadores do Wills Eye Hospital, na Filadélfia, EUA, descobriram que mais da metade dos pacientes com a doença ignoram a importância dos exames oftalmológicos. Eles também descobriram que os pacientes que fumam, bem como aqueles com diabetes menos grave e sem problemas oculares são mais suscetíveis de negligenciar esses exames”, afirma o oftalmologista Virgílio Centurion (CRM-SP 13.454), diretor do IMO, Instituto de Moléstias Oculares.

Para realizar a pesquisa, os pesquisadores coletaram dados dos  Centros de Controle e Prevenção de Doenças e revisaram os prontuários de cerca de 2.000 pacientes com idades de 40 anos ou mais com diabetes tipo 1 e tipo 2 para verificar quantos  faziam exames oftalmológicos regulares. As descobertas, ao longo de um período de quatro anos, mostraram que:

  • 58% dos pacientes não tinham feito exames oftalmológicos regulares de acompanhamento;
  • Fumantes tinham 20% menos probabilidade de fazer exames oftalmológicos regulares de acompanhamento;
  • Aqueles com a forma menos severa de diabetes e sem problemas oculares tinham menos probabilidade de seguir as recomendações médicas;
  • Aqueles que tinham retinopatia diabética apresentavam 30% mais probabilidades de fazer exames de acompanhamento oftalmológico.

Um em cada 10 americanos tem diabetes, o que o coloca em risco aumentado de deficiência visual devido a uma doença ocular denominada retinopatia diabética. “A doença também pode levar a outras formas de complicações e até mesmo à cegueira ocular, se não tratada a tempo. Realizar um exame oftalmológico  anualmente ou com mais frequência pode prevenir até 95% da perda de visão relacionada ao diabetes”, afirma a oftalmologista Roberta Velletri (CRM-SP 113.044), que também integra o corpo clínico do IMO.

Os exames oculares são críticos, pois podem revelar sinais ocultos da doença, permitindo o tratamento oportuno. É por isso que a Academia Americana de Oftalmologia recomenda que as pessoas com diabetes os realizem anualmente ou com mais frequência, conforme recomendado pelo oftalmologista que acompanha o paciente.

“A perda de visão é trágica, especialmente quando é evitável. É por isso que queremos aumentar a conscientização e garantir que as pessoas com diabetes compreendam a importância dos exames oftalmológicos regulares. As pessoas com diabetes precisam saber que não devem esperar até que tenham problemas para realizar os exames oculares. Ter os olhos examinados por um oftalmologista pode revelar sinais de doença que os pacientes não estão cientes”, defende Roberta Velletri.

MW – Consultoria de Comunicação e Marketing em Saúde