Manifestantes itabiranos acertam detalhes para manifestação “Ocupe Brasília”

Itabira/MG – O grupo de sindicatos e instituições de Itabira que estão se manifestando contra as reformas trabalhista e previdenciária se reuniram mais uma vez na manhã desta segunda-feira (22) para acertar os últimos detalhes da manifestação “Ocupe Brasília”, realizada na capital federal na próxima quarta-feira (24) onde centrais sindicais preparam uma marcha em direção ao Congresso Nacional.

Neste dia, caravanas de todo país estarão em Brasília, quando estava previsto a votação pela Câmara dos Deputados da reforma previdenciária. No entanto, com a crise política desencadeada pelas delações feitas pelos empresários Joesley e Wesley Batista, donos da JBS, em que o presidente Michel Temer (PMDB) é atingindo, a pauta de projetos em votação no Congresso Nacional corre o risco de ser trancada.

No senado o calendário de votação da reforma trabalhista também sofrerá alterações devido à crise política. Na semana passada o relator desta reforma na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), Ricardo Ferraço (PSDB-ES), pretendia apresentar parecer favorável à medida nesta terça-feira (23), mas divulgou nota anunciando a suspensão do calendário.

Os manifestantes itabiranos comemoraram a possibilidade de alteração na votação das reformas e garantiram a presença na manifestação nesta quarta-feira. Cerca de 30 pessoas seguirão viagem a partir das 18 h, com saída da Rodoviária Genaro Mafra. Em Brasília a concentração está marcada para as 14h em frente ao Estádio Mané Garrincha, no entanto a organização do manifesto solicitou que as caravanas cheguem na capital por volta das 6h.

Durante a reunião realizada mais uma vez na sede do Sindicato Metabase de Itabira e Região, os manifestantes demonstraram otimismo para a manifestação. Uma faixa com a marca de todas as instituições itabiranas que participam do movimento será levada durante a marcha.

Na quarta-feira, a partir das 8h, terá uma concentração em frente a Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade (FCCDA) em Itabira. Lá, os manifestantes e representantes das instituições itabiranas farão uma vigília e também discursos contra as reformas e o momento atual que a política brasileira enfrenta.

Representando o Sindicato Metabase na viagem à Brasília, o diretor de imprensa e comunicação Marcos dos Santos Oliveira, disse que essa será uma das maiores manifestações dos últimos anos. Criticando o momento político atual e também as reformas em questão, ele destacou a participação dos itabiranos no manifesto.

“Nós estamos atravessando um momento difícil, a corrupção está destruindo nosso país e nós não podemos deixar que estes ladrões que estão no poder decida por nós, não podemos deixar que eles ditem as suas regras, que tem o intuito de nos prejudicar e tirar os nossos direitos. Não precisamos dizer um basta apenas para estas reformas, precisamos dizer um basta para essa roubalheira, para essa palhaçada que está acontecendo no país. Por isso Itabira vai marcar presença nesta luta”, disparou o diretor.