Homem é executado com mais de 20 tiros no Alto Barbacena no Pedreira

Um homem de 21 anos foi executado com vários tiros em Itabira. Este é o 18º homicídio do ano, e o 7º no mesmo bairro desde o começo de 2017. O crime ocorreu por volta das 20h40 desta segunda-feira, 19 de junho, na Rua Gaivota, no Bairro Pedreira do Instituto, numa região conhecida como Alto da Barbacena.

Itabira/MG – Segundo informações, a perícia técnica da Polícia Civil teria encontrado mais de vinte perfurações no corpo da vítima identificada como Gleydson de Araujo Alves, conhecido como “Bisgui”, de 21 anos.

De acordo com a Polícia Militar, a Central de Operações (COPOM) foi informada pela Central de Regulação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) que uma Unidade de Suporte Avançado (USA) estava sendo empenhada para atender uma vítima de disparos de arma de fogo no referido endereço.

Diante do fato guarnições do Tático Móvel e do Patrulhamento de Área foram empenhadas na ocorrência. Na chegada dos militares e da equipe do SAMU, o médico da unidade de resgate apenas pôde constatar o óbito da vítima que já não apresentava mais sinais vitais.

Os policiais isolaram o local do homicídio para os trabalhos da perícia técnica da Polícia Civil. O perito criminal recolheu na cena do crime seis cápsulas de munição calibre 380 e seis projeteis, todos possivelmente do mesmo calibre.

Segundo a polícia, durante exames no corpo de “Bisgui” a perícia encontrou mais de vinte perfurações causadas por arma de fogo, sendo no tórax, costas, região lombar, ouvido, axila, braços e pernas.

O corpo da vítima foi removido para o Posto Médico Legal (PML) onde será examinado por um médico legista. Uma equipe da Polícia Civil, acompanhada da delegada de plantão, esteve no local do homicídio e iniciou as investigações sobre o crime. Três suspeitos de serem autores do crime já foram identificados através de denúncias e devem ser intimados a comparecer na delegacia.

Os militares relataram que a vítima em questão era suspeita de envolvimento com o tráfico de drogas e de ter cometido vários furtos e roubos na região dos bairros Nova Vista, Bela Vista e Pedreira do Instituto. eles ainda relataram que em data anterior a vítima chegou a ser presa, mas foi liberada pela justiça em abril deste ano.

Em tempo: Os crimes aconteceram nas seguintes datas, um no dia 17 de janeiro, já no mês de abril as vitimas mortas foram nos dias 11, 17 e 26, em seguida os demais homicídios ocorreram nos dias 2, 4 e 19 de junho, assim sendo sete homicídios somente no bairro Pedreira do Instituto, de um total de 18 homicídios na cidade somente nestes primeiros seis meses do ano de 2017.