Parlamento Jovem se prepara para etapa regional

Arquivo/ALMG

Estudantes de 65 municípios, divididos em 12 polos regionais, discutem propostas sobre educação política nas escolas.

O Parlamento Jovem de Minas 2017 (PJ Minas) entra em nova fase a partir deste sábado (24/6/17) com a realização, em todo o Estado, da etapa regional. O projeto de formação política e cidadã de estudantes dos ensinos médio e superior é organizado pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) e pela PUC Minas, em parceria com câmaras municipais mineiras.

A edição deste ano do PJ Minas conta com 65 municípios, divididos em 12 polos regionais, e tem como tema “Educação Política nas Escolas”. Na etapa regional, os estudantes vão consolidar os documentos com as propostas de cada polo que serão debatidos na plenária estadual, que acontece na sede do Parlamento mineiro em setembro.

A etapa regional tem início com o encerramento das plenárias municipais, no dia 23/6, em que os estudantes se reuniram nas câmaras municipais, escolheram propostas sobre o assunto deste ano e também apresentaram sugestões de temas para o PJ Minas de 2018.

Assim, com o fim da etapa municipal, cada câmara encaminha as propostas priorizadas para as coordenações dos polos, que têm até o dia 27/6 para montar o Documento de Propostas para a Plenária Regional, bem como agrupar os temas sugeridos pelos municípios para a edição de 2018. Esse documento é então encaminhado aos municípios.

No período de 28/6 a 14/7, por meio da realização de oficinas, os estudantes de cada município estudam o documento de propostas que serão discutidas e votadas na plenária regional. Eles também avaliam os temas sugeridos, em cada município, para a edição do próximo ano.

As plenárias regionais serão realizadas de 1° a 23/8. Reunidos em grupos de trabalho e na plenária, os estudantes de cada município se encontram no polo regional para debater, votar e priorizar as propostas para a etapa estadual. Eles também elegem os representantes que participarão dessa fase.

Etapa estadual – Está marcada para setembro. Nessa etapa final, são votadas propostas que compõem um documento a ser repassado à Comissão de Participação Popular, que por sua vez dá encaminhamento formal às deliberações dos estudantes.

As sugestões podem dar origem a projetos de lei ou propostas de ação legislativa para cobrar providências para os problemas discutidos ao longo do Parlamento Jovem.

História – As seis primeiras edições do projeto foram sediadas em Belo Horizonte, envolvendo só estudantes dos ensinos médio e superior da Capital. Em 2010, o programa foi estadualizado. Já em 2014, foi mais uma vez ampliado, com a inclusão de uma etapa regional, que possibilita a participação de mais municípios.

ALMG