CBH-Piracicaba reúne conselheiros para 73ª Reunião Ordinária

Conselheiros e convidados do CBH-Piracicaba se reuniram para 73º reunião em Monlevade

Conselheiros e convidados do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Piracicaba (CBH-Piracicaba) se reuniram na última terça-feira (25), para a 73º reunião ordinária do colegiado, em João Monlevade.

João Monlevade/MG – Após a abertura do evento, a líder de programas socioambientais da Fundação Renova, Juliana Bedoya, fez uma apresentação institucional com informações detalhados sobre a atuação da entidade, criada para implementar e gerir os programas de reparação, restauração e reconstrução das regiões impactadas pelo rompimento da barragem de Fundão, em Mariana.

Dando sequência às atividades, foi apresentada a moção que será encaminhada ao IBIO – entidade delegatária e equiparada às funções de agência de água na Bacia Hidrográfica do Rio Doce, com o objetivo de melhorar o atendimento ao CBH, bem como fortalecer a integração entre o colegiado e a agência. No encontro, também foi aprovado o envio de moção ao IGAM, visando, entre outros temas, o aprimoramento do relacionamento com o órgão gestor e a regularização do repasse dos recursos da cobrança pelo uso da água. Ambos os documentos foram aprovados pela plenária.

Também foi abordada na plenária a criação do Grupo de Acompanhamento do Contrato de Gestão (CACG), instância que acompanhará a execução do Contrato de Gestão e avaliará a atuação do IBIO no exercício das funções de Agência de Águas, no âmbito da Bacia Hidrográfica do Rio Piracicaba-MG, tendo como referência o atendimento das ações priorizadas no Plano de Aplicação Plurianual – PAP.

Ao final do encontro, a analista de programas e projetos do IBIO, Cynthia Franco, informações à plenária sobre o processo de contratação das empresas que darão início à execução do Programa Rio Vivo, iniciativa que abrange os programas de Controle de Atividades Geradoras de Sedimentos (P12), Recomposição de Nascentes (P52) e Saneamento Rural (P42). Ela também apresentou ao colegiado a proposta para a execução dos programas de saneamento, que inclui a elaboração de projetos de sistemas de abastecimento de água e esgotamento sanitário. A sugestão exposta foi aprovada pelos membros do comitê. Agora, o IBIO dará sequência às ações.