Metabase ganha ação que garante adicional de periculosidade

Sindicato ganhou ação no TST e garantiu periculosidade para operadores de escavadeira, perfuratriz e auxiliares de produção.

O Sindicato Metabase de Itabira e Região ganhou no Tribunal Superior do Trabalho (TST) uma ação em que pleiteava o pagamento de adicional de periculosidade aos operadores de escavadeira e perfuratriz, bem como aos auxiliares de produção, em decisão proferida pelo ministro relator João Oreste Dalazen.

Com a vitória, a Vale foi condenada a pagar 30% de adicional aos trabalhadores e também o valor retroativo. Essa decisão não só beneficia os trabalhadores da Vale em Itabira como se torna pioneira entre os sindicatos ligados à extração mineral no Brasil, o que poderá servir de parâmetro para outras bases de trabalhadores da Vale em todo o país.

Esta Ação Coletiva beneficiará cerca de 70 trabalhadores em Itabira.

De acordo com o presidente do Sindicato Metabase, Paulo Soares de Souza, a conquista deste benefício representa o verdadeiro papel do sindicato.

“É com muita alegria que a gente dá esta notícia para os trabalhadores. A Vale estava negando o pagamento da periculosidade, que era um direito destes trabalhadores que colocam a sua vida em risco, operando estas máquinas pesadas. Com certeza foi uma grande conquista e uma grande luta que vencemos, principalmente neste momento com os desafios apresentados pela reforma trabalhista”, comemorou o presidente.

Ainda de acordo com Paulo Soares, a decisão do TST mostra o empenho do departamento jurídico do Metabase.

“Nós temos uma equipe jurídica muito boa no Metabase. São excelentes profissionais que estão à disposição dos nossos associados, que estão atentos à todas as maldades que as empresas fazem com os nossos trabalhadores. Por isso que constantemente saímos vitoriosos de diversas ações coletivas”, destacou o sindicalista.