Drogaria fica trancada com grades e bandidos soltos na Pedreira

Após assalto empresário se tranca com grades para não ter que interromper o atendimento ao público no bairro Pedreira do Instituto.

 

O proprietário da Drogaria tomou essa decisão após ter uma arma de fogo apontada para ele e para a esposa no sábado, 25 de novembro, quando três criminosos – já conhecidos no meio policial – invadirem a drogaria e promoverem um assalto a mão armada. Na época, ninguém foi preso.

O empresário reside no bairro a cerca de 15 anos, conhece grande parte das pessoas, mas nem a boa vizinhança tem servido como motivo para trabalhar sossegado. No bairro ele aprendeu a amar e lutar pelas questões relacionadas às melhorias do local. Com o intuito de ajudar e facilitar a vida de todos ali, ele decidiu abrir a Drogaria.

A Drogaria é a única no bairro que tem mais de cinco mil pessoas. Quando disse para alguns de seus clientes que iria fechar o estabelecimento, alguns imploraram para que não fechasse o local. Dessa forma ele decidiu manter aberto, porém, temendo por outros assaltos o empresário resolveu se aprisionar e colocou grades nas duas entradas de acesso à loja de maneira a não correr o risco de novas invasões por bandidos.

O empresário lamenta ter tirado o conforto dos fregueses em poder fazer a escolha das mercadorias no interior do local, mas, diante da falta de segurança, decidiu permanecer fornecendo os medicamentos aos clientes desta maneira e de forma segura.

O empresário fez um desabafo e disse que por mais que a polícia faça seu trabalho, a lei sempre vai a favor dos marginais. “Agora, nós cidadãos de bem, temos que viver atrás das grades. Até quando?, Lamentavelmente foi à única alternativa encontrada para ainda manter o atendimento a população do bairro Pedreira”.