Tanque da Vale tem vazamento e poluentes são despejados no mar

Diretora-presidente do Iema considera vazamento grave. Poluentes como minério de ferro, calcário e bentonita foram identificados.

Foto: G1/Iema (divulgação)

O Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema) identificou um vazamento de efluentes de um tanque da Vale no terminal de Praia Mole, na Serra, Grande Vitória, na tarde desta sexta-feira (1º).

Serra/ES – Ainda não é possível dizer qual é o tamanho do vazamento, que pode ter impacto no mar e na areia da praia. O G1 aguarda o posicionamento da Vale sobre a situação.

A diretora-presidente do Iema, Andreia Carvalho, considera o episódio grave. “Até que a empresa comprove a não ocorrência dessa gravidade, nós consideramos grave. Ao nosso ver, há danos, há impacto no mar e há possível impacto na areia”, disse.

Vazamento de poluentes pode impactar mar e areia da praia (Foto: Iema/divulgação)

O vazamento começou por volta das 15h30, e quatro funcionários do Iema foram deslocados até o local. De acordo com Andréia, eles identificaram que os efluentes contêm poluentes como minério de ferro, calcário e bentonita. Eles podem ser provenientes do processo industrial e de drenagem.

“Esses efluentes estão sendo lançados no mar sem o tratamento adequado e isso pode estar ocorrendo por uma possível falha no equipamento de tratamento deles”, explicou a diretora-presidente.

Iema identificou vazamento de efluentes em terminal da Vale (Foto: Iema/divulgação)

O Iema informou que a Vale pode ser punida com multa e vai receber uma intimação para que promova adequações necessárias para que o vazamento não volte a acontecer. A empresa também terá que apresentar soluções para reparar o dano ambiental causado.

“Ela vai ser punida com rigor. Nós vamos continuar atuando no que for necessário para que a empresa cesse esse dano”, conclui Andreia.

Vazamento pode ter sido causado por falha no tratamento (Foto: Iema/divulgação)

Por Manoela Albuquerque/G1 Espírito Santo