Vereadores propõem comissão para enfrentar a pedofilia em Itabira

Debates a respeito do assunto aconteceram na Câmara Municipal nessa terça-feira (5).

Os vereadores Weverton Leandro dos Santos Andrade, Vetão (PSB), e Paulo Soares de Souza (PRB), sugeriram a criação de uma Comissão Especial de Enfrentamento à Pedofilia em Itabira. A proposta surgiu durante uma audiência pública requerida pelos parlamentares e promovida pela Câmara Municipal nessa terça-feira, 5 de dezembro. Com o tema “Pedofilia: precisamos falar sobre isso”, a audiência reuniu representantes da Prefeitura, igrejas católicas e evangélicas, OAB e o Conselho Tutelar.

Itabira/MG – Entre outros assuntos, os convidados discutiram meios de prevenir atos de violência contra a criança e o adolescente, bem como a identificação de sinais que a vítima pode apresentar em casos de abuso. Segundo dados do Ministério da Saúde, a cada dia pelo menos 20 crianças, de 0 a 9 anos de idade, são atendidas em hospitais que integram o Sistema Único de Saúde (SUS) no país, vítimas de violência sexual. Muitas vezes, o abuso acontece dentro da própria família.

Para o vereador Weverton Vetão trata-se de um tema difícil de ser abordado, mas que precisa ser discutido de maneira ampla. “É um assunto que nunca foi pautado desta forma. Essa discussão é algo novo em Itabira. A comissão que aqui se formará será uma comissão que terá muito trabalho. Acredito que o ponto mais positivo disso tudo é mostrar para a população a importância de se proteger nossas crianças e adolescentes”, afirmou.

Paulo Soares ressaltou a participação efetiva da comunidade na audiência pública. “Tivemos aqui representações evangélicas, católicas e diversos técnicos da Prefeitura. É um tema forte, mas nos surpreendemos com a participação da população. Com a proposta da criação da comissão vamos unir Executivo, Legislativo e representantes de entidades diversas para combater a pedofilia e fortalecer o pilar da família itabirana”, declarou.

Participaram da audiência pública: Neidson Dias Freitas, presidente da Câmara Municipal de Itabira; Maria da Luz Aparecida da Silva, presidente do Conselho Tutelar; Tatiana Gavazza, representante do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas); Cláudia Bragança Costa, da Secretaria Municipal de Educação; pastor Flávio Nascimento, da Igreja Batista Central; pastor Luiz Henrique, presidente da Associação Filadélfia; padre Eugênio Ferreira, representando a Diocese; Ilton Magalhães, secretário municipal de Governo; além de vereadores, advogados e comunidade em geral.