Zona rural de Itabira contará com água potável

Em apenas um mês após o reajuste na tarifa do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) de Itabira, a Prefeitura contemplará a primeira comunidade rural com acesso à água potável.

Por meio do Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB) de Itabira, que apontou o saneamento rural como uma das principais necessidades do município, até o dia 13/12, cerca de 30 moradores da comunidade Estivas (região do distrito Senhora do Carmo), usuários de água do córrego até então, receberão o recurso tratado conforme as normas estabelecidas pela Agência Reguladora de Serviços de Abastecimento de Água e de Esgotamento Sanitário do Estado de Minas Gerais (Arsae/MG).

Itabira/MG – Durante a obra, o diretor-presidente do Saae, Leonardo Ferreira Lopes, relatou sua surpresa ao realizar o teste no novo poço artesiano da comunidade Estivas. “Quando ligamos o poço, a primeira água que vem é normalmente suja. Assim que a caixa enche, temos que dispensar essa água para finalizar o teste. Foi quando um morador pediu: pelo amor de Deus não joga essa água fora porque é muito melhor da que eu bebo”, lembrou.

De acordo com Leonardo Lopes, o plano também atenderá outras 20 comunidades, como a do Morro do Chapéu, Turvo e Bateias, até o início do próximo ano. “O objetivo do saneamento rural é reverter parte do recurso proveniente da nova tarifa para esse processo de regulamentação do abastecimento na zona rural”. Ainda segundo ele, “pela primeira vez”, devido ao reajuste tarifário, o Saae iniciará a prestação dos serviços de saneamento rural, bem como a interligação das redes coletoras de esgoto do município.