Felipe Araújo na Cavalhada de Brumal

A partir de 22 de junho a programação cultural e religiosa envolve, também, procissão de Santo Amaro, missa em homenagem aos cavaleiros, shows com a dupla Jeff e Alex e Clever Paulo, além da tradicional Cavalhada, que encerra a festa, no dia 1º.

Acom/PMSB

Neste mês, a tradicional Cavalhada de Brumal, comemora mais um aniversário. Já são 81 anos de história e religiosidade. A programação começa no dia 22 de junho com a parte religiosa, envolvendo novena, missas, homenagem aos cavaleiros, procissão e carreata de Santo Amaro.

Santa Bárbara/MG – Já a programação cultural do evento conta com festa caipira da Escola Municipal Cecília Álvares Duarte, quadrilha da Escola Estadual Professora Nhanita, Pedal Solidário e shows com Jeff e Alex (29 de junho), Clever Paulo (1º de julho) e a grande atração, Felipe Araújo, no dia 30. A 81ª Cavalhada acontece em 1º de julho, às 17h30, e será seguida por um espetáculo pirotécnico realizado por Elmo de Castro.

Direto de Goiânia, a capital do sertanejo, o rapaz de apenas 22 anos, dono dos hits A Mala é Falsa, Chave Cópia e Amor da sua cama, carrega a música sertaneja no DNA desde novo. Felipe Araújo promete muita animação no comando do palco montado no Largo de Brumal. Seguindo os passos do irmão, Cristiano Araújo, ele é um dos principais nomes do sertanejo nacional, batendo recorde de público por onde passa.

Além disso, no dia 1º de julho, às 8h, acontecerá o 5º Pedal Solidário. A largada é no Parque Recanto Verde e a chegada, às 10h, no Largo de Brumal. As inscrições, condicionadas à doação de um pacote de fralda G ou GG, acontecerão de 11 a 29 de junho, no Centro Esportivo (Cesb), Lojas Albatroz e Martins Ciclepeças, em Santa Bárbara, e na 3R Motos e Bikes, Ciclosports e Tri Bike, em Barão de Cocais.

A Cavalhada
Patrimônio imaterial, essa manifestação cultural e religiosa completa, em 2018, 81 anos. Registrada como patrimônio imaterial do Município, conforme a Lei Municipal 1518/2009, de 23 de julho de 2009, a Cavalhada de Brumal é uma representação das disputas entre mouros e cristãos durante as Cruzadas, na Idade Média.

Em Santa Bárbara, foram os tropeiros Jorge Calunga e Amaro Luiz que deram início à festividade, inspirados na Cavalhada de Morro Vermelho, em Caeté.

No ano passado, em seu octogésimo aniversário, foi inaugurado um memorial, selando a tradição, celebrando a cultura e mantendo viva a memória dessa importante manifestação popular.