PJ aprova propostas sobre “Violência Contra a Mulher”

Votação das proposições aconteceu nesta quarta-feira no Plenário da Câmara Municipal

Acom/CMI

Os alunos do Parlamento Jovem de Itabira aprovaram e priorizaram seis propostas durante uma Plenária Municipal nesta quarta-feira, 20 de junho, que serão encaminhadas à próxima fase do programa. O evento aconteceu na Câmara Municipal e contou com a participação do presidente Neidson Dias Freitas (PP), da delegada especializada em atendimento à mulher, Amanda Machado, dentre outras autoridades.

Itabira/MG – As propostas foram elaboradas com base no tema do projeto este ano, “Violência contra a Mulher”. Depois de priorizadas, elas seguem para a Plenária Regional, que ocorrerá em João Monlevade no dia 17 de agosto.

Para o presidente da Câmara, Neidson Freitas, “o Parlamento Jovem é cidadania e formação política da melhor qualidade”. No discurso de abertura, ele lembrou de outras ações realizadas pela Câmara Municipal com o objetivo de debater o fim da violência doméstica e de gênero. “Não podemos aceitar mais casos que nos envergonham, como daqueles brasileiros na Rússia”, disse, referindo-se ao episódio da Copa em que torcedores do Brasil ofendem uma cidadã que não sabia português.

De acordo com a delegada especializada em atendimento à mulher, Amanda Machado Celestino, é sempre “importante o envolvimento da comunidade no debate sobre a violência contra a mulher”. “Quando encontramos um grupo tão coeso e interessado como este, com tanta vontade de aprender e discutir, ficamos esperançosos. Até porque, estamos falando uma nova geração e o fenômeno da violência de gênero esbarra no empecilho cultural de uma sociedade machista”, declarou Amanda.

Representando a Funcesi, uma das instituições parceiras do Parlamento Jovem, o professor de Direito, Leonardo Sette Abrantes Fioravante, participou do programa pela primeira vez. “Fui convidado a oferecer uma capacitação aos alunos e me envolvi muito, principalmente pelo brilho no olhar de cada um deles. Fiquei muito satisfeito em ver, dentro de algumas propostas apresentadas aqui, questões que discutimos em nossa dinâmica de grupo nas oficinas. É muito gratificante”, declarou o professor.

Realizado pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais em parceria com a Câmara Municipal, por meio da Escola do Legislativo Professor Paulo Neves, o Parlamento Jovem desenvolveu várias atividades desde o lançamento, no início deste ano. Primeiro os alunos aprenderam o conteúdo teórico sobre as funções legislativas. Depois foram a campo, entrevistaram autoridades e trouxeram para as oficinas semanais casos reais envolvendo a violência contra a mulher em Itabira.

Com as propostas aprovadas na Plenária Municipal, o próximo passo é a preparação para a Plenária Regional, quando se reunirão alunos de todos os municípios integrantes do Polo Metropolitano II.