Profissionais de saúde participam de atualização sobre Doença Falciforme

Será no dia 20 de junho, quarta-feira.

Ilustração

A Secretaria Municipal de Saúde promove, na próxima quarta-feira (20/06), uma atualização profissional sobre a Doença Falciforme, para auxiliares e técnicos de enfermagem, além de técnicos da Secretaria Municipal de Saúde que participam do programa Saúde na Escola.

Itabira/MG – Serão quatro palestras seguidas de debates, apresentadas por profissionais do Núcleo de Ações e Pesquisa em Apoio Diagnóstico (Nupad) da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). A atividade é alusiva ao Dia Municipal de Conscientização da Doença Falciforme, em Itabira, instituído por meio da Lei Municipal número 4.912/2016.

A doença caracteriza-se pela alteração dos glóbulos vermelhos do sangue, tornando-os parecidos com uma foice, daí o nome falciforme. Essas células têm sua membrana alterada e rompem-se mais facilmente, causando anemia. Os principais sintomas são: anemia com icterícia (olhos amarelados), dores ósseas e articulares, atraso no crescimento e desenvolvimento infantil, inchaço e dor nos punhos, tornozelos, dedos e risco maior de contrair infecções. Atualmente, em Itabira, são cerca de 20 pessoas em tratamento. Em Minas Gerais, são 3.463.

O diagnóstico pode ser feito pelo Teste do Pezinho – oferecido gratuitamente na Policlínica – e, em adultos, pelo exame de eletroforese de hemoglobina. O Sistema Único de Saúde (SUS) fornece os medicamentos que compõem a rotina de tratamento.