Prefeitura realiza mutirão de cirurgias de catarata

A previsão é que 220 pacientes sejam beneficiados

Fátima Oyama passa por avaliação com o médico Roque de Assis. Acom/PMI

A Prefeitura de Itabira, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) está realizando um mutirão de cirurgias eletivas de catarata. A previsão é que 220 pacientes sejam beneficiados. Os procedimentos começaram a ser realizados nessa quinta-feira (5) e ocorrem até sábado (7), no Hospital Municipal Carlos Chagas (HMCC).

Gregório Murilo de Oliveira foi um dos pacientes beneficiados pelo mutirão

Itabira/MG – Secretária de Saúde, Rosana Linhares informa que o mutirão atende pacientes já cadastrados, com o objetivo de reduzir, substancialmente, a fila de espera. A porta de entrada é o Programa Saúde da Família (PSF). “Os pacientes iniciam a busca do serviço pelo PSF. Identificada a necessidade da cirurgia de catarata esse paciente segue para a avaliação do oftalmologista”, esclarece. Ao todo, 254 pacientes passaram por avaliação médica, que encaminhou aqueles que já apresentavam condições para operar.

Médico oftalmologista do HMCC, Roque de Assis Júnior explica que as cirurgias utilizam a técnica da facoemulsificação, método usado em todo o mundo, eficaz, com rápida recuperação e resultados satisfatórios. “A visão é um órgão do sentido em que mais de 80% do aprendizado ocorre por meio dele. Proporcionar isso ao paciente tem um valor muito grande para todos nós”, comenta o médico.

O comerciante Gregório Murilo de Oliveira, 72 anos, foi um dos pacientes que passaram pelo procedimento cirúrgico nessa quinta-feira. “Eu estou me sentindo muito bem, não há dor e a equipe me tratou muito bem, da acolhida até o fim da cirurgia”, sorriu o morador do bairro São Pedro.

A advogada Fátima Sanae Oyama, 62, também confirma o sucesso da iniciativa. “Eu fiz minha primeira cirurgia, no olho esquerdo, em 2016. Agora fiz a segunda, no direito. Enxergar bem novamente é um alívio”, contou.

O mutirão de cirurgias conta com recursos provenientes de emenda parlamentar do deputado federal mineiro Mário Heringer (PDT), no valor de R$ 302 mil. O recurso foi viabilizado por interlocução do vereador Allaim Gomes, partidário do deputado.