Una oficializa novas instalações em Itabira com festa

Após a solenidade na Fundação Cultural, o trio elétrico do bloco Então Brilha animou o público presente no centro da cidade.

Transformar o mundo através da educação. Esta foi a máxima da noite de ontem (22), quando as novas instalações do Centro Universitário Una foram oficialmente anunciadas no teatro da Fundação Carlos Drummond de Andrade (FCCDA).

Itabira/MG – Durante a solenidade, que contou com a participação do prefeito Ronaldo Magalhães, sua equipe de governo, da vice-reitora Débora Guerra e do vice-presidente de Expansão do grupo Ânima Educação, Átila Simões da Cunha; foi apresentado o projeto de recuperação e revitalização do Center Shopping, prédio localizado na região central da cidade – entre as vias Daniel Jardim de Grisolia, Guarda-Mor Custódio e Doutor Sizenando de Barros – com sua construção interrompida há mais de 20 anos. Além disso, uma homenagem foi feita aos ex-proprietários de salas e lojas do antigo edifício, representados, na ocasião, por Péricles França, um dos primeiros compradores do empreendimento.

“Quando o grupo Ânima apresentou a proposta para adquirir o prédio, contribuiu com um dos primeiros objetivos do nosso governo, que começamos a discutir em janeiro do ano passado, que era solucionar definitivamente esta questão”, afirmou Ronaldo Magalhães. Segundo o prefeito, o Governo Municipal atuou como facilitador desta transação, principalmente no que diz repeito à documentação e orientação nos processos de alvarás, registros e Recuperação Fiscal (Refis). “E isso (investimento da Una) traduz o nosso esforço na busca pelo desenvolvimento econômico com a geração de emprego e renda no município”, completou Ronaldo Magalhães.

De acordo com Átila Simões, desde o início do processo de instalação do campus Una Itabira, o Governo Municipal se prontificou a orientar sobre todos os protocolos necessários. “A Prefeitura sempre se mostrou atenta aos documentos que precisamos, nos orienta sobre quais caminhos seguir, de forma que a gente consiga fazer as coisas no menor tempo possível, respeitando todos os procedimentos legais necessários, mas na velocidade que a modernidade precisa”, declarou o vice-presidente do grupo Ânima.

Para a itabirana Débora Guerra, vice-reitora da faculdade Una, o momento é histórico para a cidade e para a instituição, já que contribuirá para a “transformação” da cidade. “Poderíamos ter comprado um terreno ou outro imóvel. No entanto, vamos fazer de tudo para que o dito, infelizmente, elefante branco, que tanto nos angustia e bem no coração da cidade, seja transformado em um espaço de aprendizagem, de conhecimento, de potencialidades e de transformação de vidas. Enfim, tudo que uma escola de qualidade pode ofertar”, ressaltou.

Natália Sant’Ana (PMI)