ESPECIAL: Galo e Raposa disputam título mineiro de olho na Libertadores

Rivais mineiros de olho na Copa Libertadores da América

Divulgação

Por Mariana Fraga

Dois dos principais clubes do país abrem a temporada neste fim de semana, que marca o início dos principais estaduais. Em Minas Gerais, Atlético Mineiro e Cruzeiro devem duelar por mais um título local, já com a cabeça na Libertadores.

A competição começa neste sábado, com 12 equipes. Além de Atlético Mineiro, América e Cruzeiro, também disputam o estadual Tupi, Tombense, Boa Esporte, Guarani, Villa Nova, Patrocinense, Tupynambás, URT e Caldense.

O Atlético Mineiro é o maior vencedor da competição com 44 títulos, seguido pelo Cruzeiro, com 37. O dono do recorde de conquistas consecutivas, porém, é o América Mineiro, que foi decacampeão entre 1916 e 1925.

Atual campeão mineiro, o Cruzeiro chega confiante para levantar mais um caneco em 2019. Isso porque o clube celeste conquistou o hexacampeonato da Copa do Brasil na última temporada e disputa novamente o principal torneio das Américas nesta temporada. Com 98 anos de existência, o Cruzeiro manda os seus jogos no Mineirão, estádio reformado para a Copa do Mundo de 2014 e com capacidade para 60 mil torcedores.

Para a temporada deste ano, a Raposa tem uma baixa significativa para o setor ofensivo. Autor de gols nas finais do Campeonato Mineiro e da Copa do Brasil, o meia uruguaio De Arrascaeta forçou sua saída para o Flamengo, na maior negociação da história entre times brasileiros.

Como reposição, a Raposa deve trazer Rodriguinho e Marquinhos Gabriel, ex-jogadores do Corinthians. De bolso cheio, o Cruzeiro deve fazer ainda mais contratações para a temporada. Oficialmente, a Raposa anunciou apenas o lateral direito colombiano Luís Orejuela e o meio-campista Jadson, que veio do Fluminense.

Alguns jogadores que eram do Cruzeiro e estavam emprestados a outros times devem ser aproveitados pelo técnico Mano Menezes. É o caso do meia Renato Kayser, que estava no Atlético- GO e retorna ao elenco celeste. O meia Thiago Neves e zagueiro Léo renovaram com o clube.

Maior campeão de Minas Gerais, o Atlético Mineiro, de 110 anos, deve utilizar o estadual para testar o elenco e dar ritmo aos jogadores, já que disputa a fase preliminar da Libertadores a partir de 5 de fevereiro. De toda forma, o Galo quer desbancar o rival, que no ano passado foi campeão mineiro.

Para a temporada de 2019, o Atlético Mineiro trouxe reforços para a defesa, setor que deixou a desejar no ano passado. A diretoria acertou a volta do experiente zagueiro Réver, de 34 anos, capitão na conquista da Libertadores de 2013. Além dele, quem chega ao Galo é o também zagueiro Igor Rabello, revelação do Botafogo, e o lateral direita Guga, que vem do Avaí. O volante Jair, o meia Vinícius, o atacante Maicon Bolt também vão reforçar o clube atleticano. Rafael Papagaio, promessa da base do Palmeiras, também deve chegar por empréstimo.

Divulgação

2019 é um ano de despedida no Galo. O Mineiro marca o último campeonato de Leonardo Silva em sua carreira. O zagueiro, campeão da Libertadores e da Copa do Brasil pelo alvinegro, vai ser aposentar dos gramados e assumir um cargo de dirigente.

Atualmente, o Atlético Mineiro manda os seus jogos na Arena Independência, casa do América, mas também costuma mandar partidas no Mineirão.

Coelho

Após ser rebaixado para a segunda divisão do Brasileiro, o América Mineiro quer vencer o estadual deste ano para reconquistar a confiança da torcida. Feito que conseguiu recentemente. Em 2016, o Mequinha eliminou o Cruzeiro na semifinal e, após derrotar o Atlético Mineiro nas finais, encerrou um jejum de 15 anos.

Para esta temporada, o Coelho vai ser comandado por Givanildo Oliveira, técnico conhecido como “Rei dos Acessos” e que foi campeão estadual em 2016. No ataque, uma das principais esperanças para o Coelho é Neto Berola, atacante importante no acesso do CSA para elite do futebol brasileiro.

O campeonato será disputado no mesmo modelo de 2018. As 12 equipes se enfrentam na primeira fase e apenas oito times se classificam para as quartas de final, que ocorre no sistema mata-mata, com jogos de ida e volta, assim como semifinais e final.

O jogo que abre o campeonato será entre Cruzeiro e Guarani, neste sábado (19), às quatro e meia da tarde. Já o Galo enfrenta o Boa Esporte, enquanto o América Mineiro enfrenta a Caldense no domingo.

Matéria relacionada

ESPECIAL: Desde 1958, Grêmio e Inter só não venceram três estaduais