André Viana vai a Brasília discutir sobre barragens

A comitiva contou com várias pessoas

Divulgação
O vereador e presidente do Metabase Itabira, André Viana, teve uma semana intensa em decorrência do rompimento da barragem em Brumadinho que vitimou 3 itabiranos. São 165 mortes confirmadas e 160 desaparecidos.
Na segunda-feira (4) ele participou de reunião com representantes da Vale em Itabira. Discutiu-se a segurança das barragens, a garantia dos empregos caso haja uma eventual paralisação das minas e o acompanhamento paralelo de uma equipe de engenheiros independentes. A finalidade é um parecer técnico que não seja da empresa. Exigiu nesta reunião a imediata implementação do plano de emergência.

Na terça-feira (5) o vereador e sindicalista conseguiu a aprovação na Câmara Municipal de seus requerimentos que convidam Rodrigo Chaves e Silmar Magalhães, respectivamente Gerente e Diretor da Vale, a comparecerem naquela Casa para explicações sobre a situação das barragens. Na quarta-feira (6) ele já estava em Brasília onde participou da reunião da Comissão Externa da Câmara dos Deputados. Ela foi criada para acompanhar os desdobramentos do rompimento da barragem da Vale em Brumadinho. Ainda na quarta-feira reuniu-se com Leonardo Quintão, Subchefe de Relações Parlamentares do Palácio do Planalto sobre a concessão das ferrovias, em especial a estrada de Ferro Vitória-Minas – EFVM que tem berço fomentador em Itabira.

Com o senador Carlos Viana discutiu-se a duplicação da BR 381, conhecida como rodovia da morte. A reunião serviu para garantir os recursos da duplicação da rodovia federal que tem sofrido constantes paralisações devido à falta de repasses de receitas. A antecipação da concessão estrada de ferro Vitória-Minas foi outro assunto em pauta. A quinta-feira (7) foi dia de encontros com diversos parlamentares: Deputados Federais Lincoln Portela, Lucas Gonzales, Zé Silva e Áurea Coralina.

A legislação federal sobre barragens, situação de Itabira frente a tragédia de Brumadinho, a ausência de audiência pública sobre a concessão das ferrovias em Itabira e diversificação econômica foram alguns dos assuntos que dominaram as reuniões.Para André Viana “não basta ficar no gabinete, é necessário colocar o pé na estrada e buscar soluções e recursos. Essa semana foi de muito trabalho para evitarmos tragédias em Itabira como de Brumadinho e Mariana.”

A comitiva que acompanhou André Viana contou com membros da comunidade, com os diretores do Metabase Itabira, Flávio Serafim e Wanderley Souza e o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Itabira, Roberto Silva. As despesas da viagem foram custeadas por meio de recursos próprios e doações da Pró-Trilho e Ferrovias.