Operação Libertas combate tráfico de animais silvestres

Nome da operação faz alusão ao estado de liberdade em que devem ser mantidos

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) deflagrou na manhã desta sexta-feira, 12 de abril, por meio da 6ª Promotoria de Justiça de Santa Luzia, com o apoio da Coordenadoria Estadual de Defesa da Fauna (Cedef) e do Núcleo de Combate aos Crimes Ambientais (Nucrim) uma operação denominada Libertas, cujo objetivo é enfrentar o tráfico de animais silvestres nos municípios de Santa Luzia, Belo Horizonte e Ribeirão das Neves.

A operação, que conta com o apoio da Polícia Militar de Meio Ambiente de Minas Gerais e do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), consistiu no cumprimento de oito mandados de busca e apreensão deferidos pela 2ª Vara Criminal de Santa Luzia. Foram mobilizados 25 policiais no cumprimento dos mandados, além de dois promotores de Justiça e três médicos veterinários do Ibama. Foram apreendidos instrumentos utilizados para transporte de aves, gaiolas, celulares, notebooks e outros equipamentos eletrônicos. Também foram resgatados pássaros silvestres em cativeiro irregular, sendo que alguns deles estavam em situação de maus-tratos. Os animais foram destinados Ibama, em Belo Horizonte.

A apuração dos fatos ocorreu no âmbito de Procedimento Investigatório Criminal do MPMG que teve início em março de 2018. O nome da operação “Libertas” faz alusão ao estado natural de liberdade em que devem ser mantidos os animais silvestres.

Fonte: MPMG

Written by Átila Lemos