Barragem: Gerente da Vale detalha Plano de Ação

O gerente das minas da Vale de Itabira Rodrigo Chaves participou da reunião ordinária da câmara nesta terça-feira (19) respondendo a requerimento do vereador André Viana (PODE). O plenário ficou lotado para ouvir as explicações sobre a situação das barragens da Vale na cidade e sobre a implantação do Plano de Ação de Emergência de Barragens de Mineração (PAEBM). Rodrigo Chaves reafirmou que as barragens de Itabira se encontram operando com segurança e em conformidade com as especificações da Agência Nacional de Mineração. Ele também respondeu a vários questionamentos dos vereadores e do público. Sobre riscos Rodrigo Chaves afirmou que nenhuma atividade tem risco zero, como foi questionado. “Nenhuma atividade tem risco zero. O que a Vale se propõe é o controle de risco”, afirmou o gerente. Ele ainda explicou como será a implantação do PAEBM.A partir de 27 de fevereiro, uma equipe de 100 pessoas começa a visitar quem mora na chamada Zona de Auto-salvamento (ZAS) do PAEBM, que são moradores que estão em um raio de até 10 km de distância das barragens de Itabiruçu, Pontal, Rio de Peixe, Conceição e Santana. Esse trabalho deve durar dois meses. Revisamos toda a estratégia de apresentação do PAEBM do município para alcançarmos toda a população da ZAS até abril. Além do atendimento domiciliar, iremos entregar um mapa da região com a indicação da rota de fuga e do ponto de encontro daquele morador, com telefones de contato da Vale e da Defesa Civil, e apresentaremos o som da sirene para conhecimento, explicou Chaves.O vereador André Viana, autor do convite à Vale, fez analise da reunião. “A reunião foi produtiva, embora o gerente Rodrigo Chaves não respondeu a algumas questões. É importante ouvir para contrapor a posição da Vale. Faltam muitas ações da empresa que vamos cobrar”, disse Viana.

O presidente da Câmara Heraldo Noronha (PTB) também avaliou a reunião. “Nos deu certa tranqüilidade as informações, mas vamos aguardar a implantação do Plano de Ação da empresa e poderemos voltar a discutir ações para as comunidades”, disse.

O Plenário da Câmara contou com grande público, com destaque para o Bispo da Diocese Itabira-Coronel Fabriciano Dom Marco Aurélio Gubiotti e da Promotora do Ministério Publico Giulliana Talamoni Fonof. Mas ao final da reunião, houve manifestação de duas pessoas que foram retiradas do plenário por solicitação do presidente Heraldo Noronha. Com palavras de ofensa, os dois homens foram retirados pela Policia Militar e encaminhados à delegacia por desacato e por infringirem o regimento interno da Câmara.