Itabiranos passarão por treinamento de fuga caso barragem se rompa

A Vale, em parceria com a Defesa Civil Municipal começa no próximo dia 27 de fevereiro a orientar os moradores de Itabira a utilizarem as rotas de fuga num eventual rompimento de barragem de rejeito de minério. A informação foi repassada nesta terça-feira (19) pelo gerente-executivo do Complexo Itabira e Água Limpa da Vale, Rodrigo Chaves, durante a reunião da Câmara Municipal.Segundo o gerente, as barragens itabiranas estão fora de risco e são controladas por técnicos especializados. “Estamos controlando nossos riscos de forma responsável, técnica e minuciosa”, ressaltou o representante da Vale. Mesmo assim, explicou Rodrigo Chaves, os Planos de Ação de Emergência de Barragens de Mineração (PAEBM) da Vale em Itabira devem ser colocados em prática. Uma das ações é visitar cada uma das residências, das áreas de risco, e mostrar aos moradores a rota de fuga especifica, no caso de um rompimento.

Além disso, a empresa se comprometeu a aumentar a divulgação do seu plano de ação com anúncios nos principais veículos de comunicação. A orientação dada por Rodrigo Chaves é que as sirenes que tocam em um caso de rompimento, são muito diferentes das de emergência de ambulâncias, por exemplo.

“Vamos treinar as pessoas sobre a sirene, cujo som é muito diferente do Samu [Serviço de Atendimento Móvel de Urgência], de um carro da Polícia e outros. O sinal, na mineração, vem com uma parte falada, explicando o que está ocorrendo, e as pessoas precisam conhecer isso”, disse o gerente.

Outra ação, segundo explicou, será a fixação de 93 placas indicativas com as rotas de fuga. Estas placas ficarão nas ruas onde o risco é maior e levarão as pessoas para pontos de apoio, onde poderão ser resgatados, caso haja a necessidade de fuga.

Matérias relacionadas

Barragem: Gerente da Vale detalha Plano de ação

Barragem do Itabiruçu tem movimentação intensa em Itabira 

Vale anuncia a vereadores que vai implantar Plano de Ação

Presos oito funcionários da Vale, um em Itabira

Itabiruçu recebe Fiscalização Federal do CREA-MG

Porta fechada; Vale reúne Defesa Civil, Bombeiros e Meio Ambiente da PMI

Câmara aprova audiência pública sobre barragens

Barragens: Interassociação de bairros cobra explicações da Vale

Gerente geral da Vale em Itabira deve ir à Câmara no dia 19

Civil prende engenheiros que prestaram serviço à Vale

Corpo de itabirano é localizado após desastre ambiental

60 mortos e 292 desaparecidos em Brumadinho

Ronaldo vai cobrar da Vale diagnostico das Barragens em Itabira

Brumadinho: Sirenes são acionadas durante a madrugada

Sindicato dos Vigilantes cobra da Vale e autoridades urgência em Brumadinho

Brumadinho ainda tem 299 pessoas desaparecidas

Rompimento de barragem em Brumadinho aumenta alerta em Itabira

Nota do Metabase sobre rompimento de barragem em Brumadinho

Justiça bloqueia R$ 1 bilhão da Vale

Rompimento de barragem em Brumadinho