Palmeiras atropela o Santos e lidera o Brasileirão

O fim de semana voltou a ser sinônimo de muita bola na rede e emoção pelo Campeonato Brasileiro. Mesmo no início do torneio, pode se dizer que os jogos da rodada tiveram espírito de “decisão”.

Começando pelo clássico em São Paulo. No Pacaembu, Palmeiras e Santos entraram em campo na luta pela liderança. E se você acha que houve equilíbrio, errou feio. Isso porque o Verdão sobrou. Com um início de jogo alucinante, o time de Felipão abriu o placar aos cinco minutos de jogo com o zagueiro Gustavo Gomes. Antes dos 20 minutos, Deyverson fez mais um e ampliou.

Após o intervalo, o Palmeiras não deu alívio para o rival e marcou o terceiro com Raphael Veiga, aos seis da segunda etapa. Hyoran, pouco antes do apito final, fechou o caixão do Peixe. Final, Palmeiras quatro, Santos zero. O Verdão é líder com treze pontos, enquanto o Peixe caiu duas posições e agora é o quarto colocado.

Quem não deixou o Palmeiras se isolar na liderança foi o Atlético Mineiro. No Independência, Galo e Flamengo fizeram um clássico de respeito. O time mineiro abriu o placar com Cazares, mas, três minutos depois, Bruno Henrique deixou tudo igual. Pouco antes do fim da primeira etapa, Elias deu entrada dura em Renê, a arbitragem recorreu ao árbitro de vídeo e o meia foi expulso.

Com um a menos, o Galo fez o que ninguém esperava. Logo no primeiro minuto da segunda etapa, Chará fez um gol improvável e botou os donos da casa em vantagem novamente. O time se aproveitou a desorganização rubro-negra em campo e manteve o placar até o fim. Atlético dois, Flamengo um. O Galo é o segundo colocado com um a menos que o Palmeiras. O resultado rendeu protestos da torcida flamenguista. Nesta segunda, o CT do clube carioca amanheceu pichado com frases pedindo a demissão do técnico Abel Braga.

Fora de casa, o Corinthians conseguiu ótimo resultado ao bater o time reservar do Athletico Paranense por dois a zero. Vágner Love e Pedrinho garantiram a festa da Fiel.

Quem também conseguiu ótimo resultado jogando fora de seus domínios foi o Fortaleza, que de virada derrotou a Chapecoense por três a um. No Serra Dourada, o Goiás fez valer o mando de campo e derrotou o Botafogo, com gol de Kayke, aos 41 do segundo tempo.

Sem sustos, o Internacional derrotou o CSA, em casa, por dois a zero. O Colorado pulou quatro posições e agora é o quinto colocado.
No Castelão, o Ceará foi valente e ganhou do Grêmio por dois a um, quebrando uma sequência de três derrotas. Com o resultado, o time gaúcho segue vencer na competição e está na zona de rebaixamento.

Jogando o fino da bola, o Fluminense não tomou conhecimento do Cruzeiro e goleou por quatro a um. Nino, Luciano e o garoto João Pedro, duas vezes, garantiram a festa da torcida tricolor no Maracanã. Robinho fez o de honra para o time celeste.

Quem sofreu um empate melancólico foi o Vasco, diante do Avaí. Na estreia de Vanderlei Luxemburgo, a equipe carioca saiu na frente com gol do zagueiro Ricardo Graça, mas no último lance, Daniel Amorim deixou tudo igual. Vasco um, Avaí um. O Cruzmaltino amarga a lanterna do Brasileirão com dois pontos.

No único jogo sem gols na rodada, São Paulo e Bahia ficaram no zero a zero, no Morumbi.

Raphael Costa