Metabase faz assembleia com funcionários da Vale para discutir ACE

Nesta sexta-feira (7), o Metabase Itabira realizou a Assembleia Geral Extraordinária com os funcionários da empresa Vale S.A. para discutir o Acordo Coletivo Específico, ou seja, a discussão de assuntos de interesse dos funcionários da empresa que trabalham no município de Itabira (MG).

“Já disse e repito: é um acordo muito importante para a classe, pois, é neste momento que se discute temas de interesse dos trabalhadores de Itabira. Diferente do acordo coletivo nacional, neste acordo “local” discutimos melhorias para os trabalhadores das minas de Conceição, Cauê e Periquito. É neste acordo que são apresentados os problemas que enfrentamos em nossa base, que vão de com transporte à uniformes inadequados”, disse André Viana, presidente do maior sindicato da região. Os trabalhadores que lotaram o auditório do Sindicato receberam as explicações e tiraram suas dúvidas com os diretores que explanaram a contraproposta da Vale (antes o sindicato enviou proposta à empresa colhida também em assembleia com os funcionários para montagem de pauta).

O comparecimento dos trabalhadores surpreendeu o vice presidente da instituição, Carlos Estevam “Cacá”: “Há tempos essas assembleias para acordo específico são vazias, sem conteúdo, e as perdas constantes de benefício para os trabalhadores desmotivaram ainda mais a presença deles nas assembleias. Prova disso, como exemplo, foram as perdas no passado nos passes de trem. Inicialmente eram 12 passagens, reduziram para 8 e depois para 4, conseguimos aumentar para 6 e lutaremos por mais”.A assembleia, realizada em dois momentos (9h e 18h) teve o seguinte resultado:

Favoráveis: 80 – 75%
Contra: 24 – 23%
Abstenções: 2%

Total votantes: 106

Os trabalhadores aprovaram a contraproposta e “alguns ganhos motivaram a luta por um acordo melhor no ano que vem”, disse André Viana. O sindicalista e vereador cita algumas conquistas:

1- O atual Acordo tem a vigência de dois anos e passará para um ano, com a mesma data-base (1º/04). Assim possibilitará renegociar reajustes e outras demandas apresentadas pelos trabalhadores.

2- Implantação de crédito do auxílio lanche no atual cartão alimentação. Será adiantado o crédito no último dia de cada mês no valor de R$177,84, com média de R$8,20 por dia trabalhado. O valor é integral à todos os funcionários do turno, não havendo desconto em caso de faltas, folgas, férias, etc.

3- O passe de trem terá um aumento substancial de 50%, ou seja, aumentará de 4 para 6 passes. Os aposentados e pensionistas que já utilizam, também gozarão deste benefício. Essa reivindicação é devido as constantes perdas no passado. Inicialmente eram 12 passagens, reduziram para 8 e depois para 4.

4- Aumento do Auxílio Creche/Maternal para R$920,83 até o 36º mês de vida de idade da criança e para R$ 727,91 do 37º ao 72º mês de vida.