Túnel daria acesso ao presídio Nelson Hungria

O buraco de cerca de 200 metros de extensão por cerca de um metro de largura poderia dar acesso aos anexos 3 e 4 da penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, de onde cerca de 1,2 mil detentos poderiam fugir.

Um agente penitenciário foi quem descobriu o túnel nesta segunda-feira (15), a poucos metros do complexo Penitenciário Nelson Hungria.

Além do grande buraco em meio à mata, foram encontradas peças de roupa, biscoito, pets com um liquido que pode ser água, um gancho de ferro de vergalhão com corda, tipo uma tereza, onde seria usado pelos presos para escalar as barreiras e muros do presídio, além de ferramentas.

O túnel somente foi descoberto quando um agente prisional se deslocava ao lado dos detentos para um campo onde é cultivado as hortaliças. Em dado momento o agente teve o pé ‘engolido’ por uma cratera que fica a um metro da guarita 8.

Devido a essa rocha encontrada pelos escavadores isso pode ter atrapalhado o acesso à unidade prisional, quando faltava apenas cerca de um metro. De acordo com informações, agora o local será fechado. A Policia Civil investiga quem seriam os autores.