Vereadores devem discutir sobre caso de colega preso

Hoje tem reunião dos Vereadores na Câmara Municipal de Itabira, onde devem ser discutidos vários assuntos, dentre eles os relacionados sobre o Vereador Weverton Júlio Limões, “Nenzinho” (PMN), que ainda está preso acusado de rachadinha no gabinete.

Nesta segunda-feira (15) o Presidente da Câmara Municipal de Itabira, vereador Heraldo Noronha Rodrigues (PTB), disse à imprensa que não pode dar posse ao suplente do vereador Nenzinho, sem antes receber da justiça um posicionamento oficial, e que esta solicitação já foi feita junto ao poder Judiciário.

Mesa Diretora da Câmara, Nenzinho, Reinaldo Lacerda, Heraldo Noronha e André Viana.

De acordo com Heraldo o vereador ainda nem foi afastado, uma vez que o regimento interno da casa prevê uma serie de ações internas que envolvem os outros 16 edis. Para que isso aconteça, todas as ações devem ser feitas dentro do que a Lei e o regimento interno exige. “Não tenho como fazer nada até que haja por parte da justiça uma manifestação oficial sobre a prisão do vereador”, disse Heraldo Noronha.

Enquanto isso o suplente do vereador, José Júlio Rodrigues (Julio do Combem), deve aguardar o desenrolar da situação para ser chamado a assumir a vaga, caso aconteça.

Em entrevista para alguns órgãos de imprensa, José Júlio disse que também vai aguardar os respectivos posicionamentos – Juiz, delegado e Câmara – mas reafirmou estar preparado para assumir, caso assim seja.

A Comissão de Ética da Câmara deve ser acionada, buscar no regimento interno os passos a serem dados e sugerir, caso entenda, pela Cassação ou Afastamento; isso somente pode acontecer através do voto dos demais 16 vereadores aptos para voto.