Morre idoso vítima de ato covarde de incendiário

De acordo com vizinhos e conhecidos a morte de Antônio Brito está causando grande comoção, uma vez que ele era muito querido na região onde morava.

Infelizmente o idoso Antônio Brito da Silva, de 77 anos, não resistiu aos ferimentos decorrente às queimaduras, em 90% de seu corpo. A morte teria ocorrido na manhã desta sexta-feira (19).

Acusado sendo levado pelo SAMU

O idoso foi à segunda vítima fatal provocada pelo ato incendiário do acusado Antônio Carlos Gonçalves, 49 anos, que usando um galão de um tipo de combustível altamente inflamável ateou fogo na ex-companheira, Elizabeth Aparecida Gonçalves, de 47 anos, que também não resistiu aos ferimentos e faleceu pouco após dar entrada no pronto Socorro.

De acordo com informações, quando o suspeito ateou fogo na ex-mulher, o galão teria explodido e o fogo atingiu o idoso e o próprio autor, com isso provocou ferimentos grave em todos os três, o que chocou toda população itabirana nesta quinta-feira (18).

Na época as vitimas foram na rua Beta, no bairro Água Fresca e levado pelo SAMU ao pronto socorro.

O autor permaneceu internado sob escolta da Policia Militar.

Matéria relacionada: Mulher queimada morre, vizinho e autor em estado grave seguem internados