CPI de Brumadinho recebe presidente da Fundação Renova

ALMG/divulgação

Deputados querem saber de encaminhamentos feitos em Mariana.

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Barragem de Brumadinho da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) recebe, nesta quinta-feira (8), como testemunha, o presidente da Fundação Renova, Roberto Waack, para prestar depoimento à comissão sobre as atividades da instituição. A fundação Renova é a entidade responsável pela mobilização para a reparação dos danos causados pelo rompimento da barragem de Fundão da Samarco/Vale, ocorrido em novembro de 2015, em Mariana (MG), provocando a morte de 19 pessoas. A reunião será às 9h30, no Plenarinho IV.

A Renova é fruto de um Termo de Transação e Ajustamento de Conduta (TTAC) firmado pela mineradora. A fundação desenvolve 42 programas para corrigir os impactos do rompimento, nos 670 quilômetros de área atingida ao longo do Rio Doce.

De acordo com o portal da empresa, a Renova “reúne técnicos e especialistas de diversas áreas de conhecimento, dezenas de entidades de atuação socioambiental e de conhecimento científico do Brasil e do mundo e soma hoje cerca de 7 mil pessoas, entre colaboradores próprios e parceiros”.

Além de Waack, foram convidados para participar da audiência o procurador Regional dos Direitos do Cidadão da Procuradoria da República em Minas, Helder Magno da Silva; o promotor da Comarca de Mariana, Guilherme de Sá Meneghin; e o representante do MAB, Thiago Alves da Silva.

Evento: CPI da Barragem de Brumadinho recebe presidente da Fundação Renova
Data e horário: Quinta-feira (8), às 9h30
Local: Plenarinho IV