Sind-UTE convoca professores itabiranos para paralisação no dia 6

Está marcada para o dia seis de novembro uma paralisação total das atividades dos professores de Minas Gerais, em protesto ao Plano de Atendimento à Educação, anunciado pelo governador Romeu Zema (Novo) na última sexta-feira (25). A paralisação está sendo coordenada pelo Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG) e terá a adesão da diretoria itabirana, segundo explicou a coordenadora local, Vanderleia de Freitas.

Em Belo Horizonte a categoria marcou uma manifestação a partir das 14h, na Cidade Administrativa. Neste mesmo dia a direção estadual do Sind-UTE terá uma reunião de negociação com a Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag).

De acordo com Vanderleia de Freitas o plano apresentado por Romeu Zema zera matrículas, fecha turmas, nega o direito à educação, fecha escolas e gera desemprego. Além de manifestarem contra o plano, os profissionais da educação reivindicam também o pagamento integral do 13º salário de 2019 e do Piso Salarial Profissional.

As expectativas para a participação itabirana na paralisação, destacou a coordenadora, são as melhores possíveis. “Esperamos ter uma adesão bem significativa em Itabira e em toda a região. Por que, a educação mineira já não suporta mais tanto descaso. Temos um piso que está em vigor desde 2008 e era para estarmos recebendo desde janeiro o piso do magistério e o governo não cumpre esse pagamento […] Ao invés de fechar salas de aulas, de fechar turmas, o governador deveria estar preocupado em criar mais condições de uma educação pública de qualidade”, protestou Vanderleia de Freitas.