“Se a Vale não quer diálogo, terá enfrentamento”, diz André Viana

O Metabase Itabira está promovendo uma intensa campanha de conscientização do trabalhador da empresa Vale tendo em vista o Acordo Coletivo de Trabalho 2019/2020.

Na manhã da segunda-feira (4), a diretoria realizou intervenções na portaria das Minas da empresa com a paralisação dos ônibus que conduziam os trabalhadores e discursos dos diretores do Sindicato. O evento começou às 5 horas da manhã quando começaram a chegar os primeiros trabalhadores na empresa. Nas entradas das minas (Periquito, Conceição e Cauê), os trabalhadores recebiam o Boletim do Metabase Itabira com as principais reivindicações da categoria.

André Viana, presidente do sindicato, disse que “assim como em novembro do ano passado, nós paralisamos as entradas das Minas, resolvemos repetir esse ano. A empresa está pensando que está lidando com gestões passadas que não tinham coragem, mas irão perceber o contrário. Essas ações demonstram que não estamos aqui para brincadeiras. Nós queremos que a empresa tenha um comportamento digno, ou seja, de diálogo, caso contrário, já podemos então prever um sério enfrentamento”, disse o sindicalista que também é vereador em Itabira.

Metabase/divulgação

André ressalta que a primeira reunião de discussões com a Vale foi difícil, complexa e completa: “Itabira está vivendo hoje uma situação diferente de outros lugares com a paralisação de Itabiruçu e Pontal. Todo o sistema Sudeste, que envolve os estados de Minas Gerais e Espírito Santo, entrou em colapso. A empresa não consegue ver o que todos já sabem. Não concordamos com a postura da empresa nas negociações. A arrogância e prepotência dos representantes da Vale causa indignação em todos nós. É contra isso que lutamos. Por isso repito: se a Vale não quer diálogo, vai ter enfrentamento. Ela escolheu e assim será…

O presidente André lembra que essas ações não se restringem apenas a Itabira: “Temos diretores que estiveram hoje (5) na Mina de Timbopeba também fazendo o movimento de paralisação dos ônibus juntos com os amigos do Sindicato Metabase Inconfidentes”.

Flávio Carmo, diretor tesoureiro esteve em Ouro Preto: “O movimento promovido pelo Metabase envolve trabalhadores da Vale não somente da nossa base e sim, de outras cidades, prova disso é a movimentação em Ouro Preto nesta manhã. Assim como no ano passado, os companheiros de Mariana participaram conosco. Não vamos desistir. A estabilidade, o emprego são uma garantia que queremos da empresa e disso não abrimos mão”.

Hoje e amanhã o Metabase Itabira participa em BH da segunda rodada de negociação com os representantes da empresa.