Caso Taty: Polícia Civil emite NOTA

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), através do Delegado Regional Helton Cota Lopes, encaminhou para nossa redação uma NOTA confirmando o depoimento do agressor. 

Ver LIVE na porta da Delegacia Civil, aqui.

Helton Cota, Delegado

O Delegado informou que o homem de 39 anos, suspeito de agredir a ex-companheira em Itabira/MG, apresentou-se hoje (11/2), espontaneamente, para ser ouvido no inquérito policial que apura as lesões corporais sofridas pela vítima.

Para a Polícia Civil, ele confirmou a agressão durante uma discussão ocorrida entre o casal na última quinta-feira (6/2), desferindo empurrões e socos na ex-companheira.

Na ocasião, o suspeito foi cientificado da medida protetiva expedida judicialmente, determinando que mantenha distância de 100 metros dela, além de proibir qualquer tipo de contato sob pena de prisão.

A PCMG informa que vítima já foi ouvida no procedimento, restando às oitivas de testemunhas e conclusão do exame de corpo de delito.

Matérias relacionadas:

Homem presta depoimento das agressões a Taty 

Gritos de socorro assustam frequentadores de prédio no Centro