Acom/PMSB

Carnablocos movimenta economia em Santa Bárbara

Prefeitura investirá em infraestrutura, segurança e atrações, aquecendo o comércio e a rede hoteleira, gerando, assim, emprego e renda.

#VemProCarnablocos2020. Está quase na hora da tradicional folia de momo, com a energia dos blocos e dos foliões ganhando a avenida, no circuito da rua João Mota, promovendo alegrias e emoções.

Partindo do ponto de vista estratégico, a movimentação comercial gerada em torno deste evento eleva a circulação de bens e serviços, gerando trabalho para empreendedores, prestadores de serviços, movimentando, sobretudo, distribuidores de bebidas e alimentos, fomentando, também, o turismo em virtude dos visitantes da região que vem curtir a festa em Santa Bárbara.

Empreender Você. Neste contexto, é importante destacar que, em 2015, a Prefeitura de Santa Bárbara lançou o programa Empreender Você, regulamentado pela  Lei 1767/2015 e pelo Decreto 3022/2015 , para beneficiar as entidades atuantes nas barracas das festividades locais. Este programa prevê que a distribuição de espaços comerciais, em eventos realizados pelo Município, tenha reserva de 50% à instalação de barracas, destinada a microempreendedores individuais, microempresas e empresas de pequeno porte, sediadas local ou regionalmente.

Programação. Além dos animados desfiles dos blocos Que isso de vera?, QMAM, Ilustres, Folia Chic e Turma da Esquina, o Carnablocos 2020 contará com apresentação de marchinhas carnavalescas, teatro de marionetes, bateria, shows para todos os gostos e DJ, de sexta a terça. Será uma programação animada e para todas as idades.

Turismo. O carnaval chegou ao Brasil através dos colonizadores portugueses entre os séculos XVI e XVII, manifestando-se como uma brincadeira popular, chamada de entrudo. Com o passar dos anos, adquiriu formas de se manifestar, caracteristicamente brasileiras, se tornando um atrativo turístico pelas diversas regiões do país.

São várias as cidades que recebem os foliões para aproveitar a folia, mas também para conhecer a parte turística dos lugares. Em Santa Bárbara, você pode curtir o Carnablocos e ainda dar uma passadinha nos nossos pontos turísticos, como o Museu Antoniano, a Matriz de Santo Antônio, a Casa do Mel, o Memorial da Cavalhada, sem falar nas diversas cachoeiras da região.

Desenvolvimento econômico. Do ponto de vista técnico-financeiro, de 2% a 5% do Imposto Sobre Serviço (ISS) incidente sobre o valor investido na contratação de estruturas, ornamentação, contratações artísticas, segurança particular, projeto do corpo de bombeiros, brigadistas e logística da polícia, ficam no Município, podendo ser reinvestido em políticas públicas.

Todas as empresas prestadoras de serviços e profissionais autônomos devem pagar o ISS, recolhido no âmbito municipal, mas instituído pela esfera federal, na forma da Lei Complementar nº116/2003.

Além disso, podemos destacar os custos e as despesas das empresas contratadas, com as compras que realizam em nosso Município, bem como a contratação de mão de obra local, revertendo, diretamente, com o evento, cerca 10% do valor contratado para nossa cidade. Em 2020, a expectativa é que essa aplicação de recursos gire em torno de R$ 350.000,00, um aumento de quase 25%.

Curiosidade. Neste contexto, segundo os dados da Fundação Getúlio Vargas, para cada um real investido em cultura, R$1,59 retornam para a sociedade.

Participação. Na última edição, nossa folia contou com a participação dos cinco blocos da Associação Cultural Santa-Barbarense dos Blocos de Carnaval (Assanbloc); e de 15 empreendedores, entre microempresários e MEI’s, beneficiados pelo programa Empreender Você; bem como dos artistas da terra ou regionais.

Naquela ocasião, a festa reuniu 30 empreendimentos indiretos. Neste cenário, destaca-se o investimento contínuo do Município no evento, de modo a aquecer o comércio local, oportunizando espaço para os mais variados tipos de atividades econômicas.

ODS. Este assunto está alinhado ao Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) de número 8 (Empregos Dignos e Crescimento Econômico). Este ODS trata de Promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, emprego pleno e produtivo e trabalho decente para todas e todos.