Após a reunião, representante da ONU e parlamentares visitarão área da tragédia de Brumadinho - Foto: Clarissa Barçante/ALMG

Comissário da ONU se reúne com deputados e visita Brumadinho

Representante para Diretos Humanos na América do Sul quer conhecer realidade de vítimas do rompimento de barragem.

O Grupo de Trabalho da Barragem de Brumadinho, instituído pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) no ano passado, recebe, nesta quarta-feira (19/2/20), o representante do Escritório Regional América do Sul do Alto Comissariado das Nações Unidas (ONU) para os Direitos Humanos, Jan Jarab. O encontro será no Plenarinho I, às 9 horas.

Criado após o encerramento da CPI da Barragem de Brumadinho, o grupo de trabalho é composto pelos mesmos parlamentares que atuavam como membros efetivos da CPI, que tinha Gustavo Valadares (PSDB) como presidente e André Quintão (PT) como relator. Os demais integrantes são o autor do requerimento para instalação da CPI, deputado Sargento Rodrigues (PTB), a deputada Beatriz Cerqueira (PT) e os deputados Cássio Soares (PSD), Glaycon Franco (PV) e Noraldino Júnior (PSC).

Esta é a segunda visita de um representante das Nações Unidas à Assembleia mineira para abordar consequências de barragens de minério no Estado. Em dezembro de 2019, o relator especial sobre Direitos Humanos e Substâncias e Resíduos Tóxicos, Baskut Tuncak, reuniu-se na Casa com as deputadas Leninha (PT) e Andréia de Jesus (Psol). Na ocasião, o relator da ONU levantava dados para elaborar um relatório sobre o tema, exatamente para apresentar ao Conselho de Direitos Humanos da organização.

Além da reunião pela manhã, a partir das 15 horas, parlamentares acompanharão Jan Jarab em uma visita a Brumadinho. O comissário da ONU quer conhecer de perto o local onde, em 25 de janeiro de 2019, o rompimento da Barragem B1 da Mina Córrego do Feijão, da mineradora Vale, matou 272 pessoas.

Em Brumadinho, eles serão recebidos por representantes da Associação dos Familiares de Vitimas e Atingidos (Avabrum). Jan Jarab quer verificar os reflexos da tragédia e a realidade das vítimas, assim como avaliar providências já tomadas.

O coordenador do GT, deputado André Quintão, celebra a presença do comissário na Assembleia e sua visita a Brumadinho. “Os impactos da tragédia criminosa da Vale, com o rompimento da Barragem B1 em Brumadinho, exigem a manifestação e a solidariedade dos órgãos internacionais a todos os atingidos. A visita à ALMG do representante do Escritório de Direitos Humanos da ONU para a América do Sul, Jan Jarab, é um exemplo muito bem-vindo”, destaca o parlamentar.