Crédito: Guilherme Dardanhan/ALMG

Distribuição de testes e respiradores preocupa deputados

Em pronunciamentos no Plenário, parlamentares falam de subnotificação do coronavírus e pedem mais transparência.

Os parlamentares da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) reivindicaram, na tarde desta terça-feira (31/3/20), que o Poder Executivo disponibilize mais testes rápidos de coronavírus em todo o Estado.

Segundo o deputado Doutor Jean Freire (PT), é provável que os números atuais estejam subnotificados e isso prejudica o planejamento das ações de prevenção e combate à pandemia. Também os deputados Gil Pereira (PP) e André Quintão (PT) fizeram o pedido por maior disponibilidade de testes. As demandas foram apresentadas em reunião de Plenário desta terça (31), logo depois da votação remota de projetos do governador Romeu Zema (Novo) que tratam de ações para enfrentar a crise causada pela pandemia de coronavírus.

O fornecimento de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para os trabalhadores da área da saúde foi outra preocupação apresentada pelos parlamentares. O deputado Betão (PT) destacou que tem recebido denúncias de profissionais da área sobre a falta de máscaras, luvas e outros instrumentos essenciais para sua segurança durante o atendimento de pacientes. O deputado Raul Belém (PSC) também falou sobre sua preocupação com o problema.

O deputado Doutor Paulo (Patri) cobrou, ainda, maior transparência do Poder Executivo em relação aos critérios para distribuição de testes, EPIs e, ainda, respiradores e hospitais de campanha. Ele sugeriu que pelo menos um parlamentar fosse membro da comissão de enfrentamento à pandemia para melhorar a interlocução entre os Poderes.

Grupos de risco – Já Duarte Bechir (PSD) lembrou que muitas pessoas com deficiências fazem parte do grupo de risco do coronavirus e pediu que eles fossem incluídos nos programas específicos do governo direcionados, por exemplo, a pessoas mais idosas.