Sindicato Metabase/divulgação

Vale vacina 10 mil pessoas a pedido do Metabase

Funcionários, dependentes, terceirizados e aposentados por invalidez receberão a vacina contra H1N1 e Influenza.

As exigências do Metabase na proteção dos trabalhadores da empresa Vale S/A têm surgido efeito e agradado não apenas os trabalhadores mas grande parte da população. Durante as reuniões com a empresa foram apresentadas diversas sugestões para evitar o contágio do Covid-19 aos funcionários, além da higienização dos equipamentos e distanciamento.

Como forma de prevenção a empresa iniciou a vacinação dos trabalhadores, dependentes, funcionários das terceirizadas e pessoas aposentadas pela empresa por invalidez. “Essa ação preventiva e protetiva trás alivio aos trabalhadores, não somente da empresa, mas também de grande parcela do povo itabirano já que cerca de 10% irão receber as vacinas”.

Para chegar a esses números André fez um rápido levantamento com cerca de 10 mil funcionários e dependentes, funcionários de empresas terceirizadas e aposentados. “São números de extrema relevância e que irão, com certeza, amenizar o nosso sistema municipal de saúde e também de outros municípios, já que funcionários de outras minas poderão serem vacinados, bastando para isso apresentarem a carteira da AMS (plano de saúde da empresa)”.

André salienta que os dependentes dos funcionários da empresa serão vacinados em um laboratório de análises clinicas credenciado pelo plano de saúde, apesar da possibilidade de terem a escolha da clínica preferida e posteriormente serem ressarcidos pela empresa.

O presidente do Metabase destaca o esforço “enorme e desafiador” para conseguir a quantidade de vacinas disponibilizadas. De acordo com ele, a preferência da distribuição está sendo para os diversos órgãos de saúde do Brasil, e completa: “A procura está sendo muito grande e as pessoas terão que ter paciência caso as vacinas acabem antes do previsto. Mas assim que possível será restabelecido o cronograma de vacinação, repito, caso acabe”.

Ele destaca que em breve a empresa vai lançar o cronograma de vacinações dentro da empresa, tendo os terceirizados e funcionários a mesma tratativa. A prioridade serão as pessoas no grupo de risco, com doenças crônicas, e as que estão trabalhando nas operações, seguindo critérios relativos às funções que exercem. Cada regional terá um cronograma diferente.

Outro motivo de comemoração do sindicalista foi a gratuidade das vacinas: “Na última vacinação (2018) somente os trabalhadores da empresa foram vacinados e apenas com o H1N1. Ainda assim tiveram que pagar a complementação do plano e os terceirizados não foram vacinados. Muita gente ficou chateada, especialmente os dependentes e trabalhadores das empresas terceirizadas, hoje a realidade é bem diferente”. Comemorou o sindicalista e vereador André Viana.

Saiba mais
INFLUENZA é uma infecção viral aguda do sistema respiratório, de elevada transmissibilidade e distribuição global. Um indivíduo pode contraí-la várias vezes ao longo da vida. Em geral, tem evolução autolimitada, podendo, contudo, apresentar-se de forma grave.

H1N1 consiste em uma doença causada por uma mutação do vírus da gripe. Também conhecida como gripe Influenza tipo A ou gripe suína, ela se tornou conhecida quando afetou grande parte da população mundial entre 2009 e 2010. O problema da gripe H1N1 é que ela pode levar a complicações de saúde muito graves, podendo ser fatal.