Em videoconferência nesta sexta (17), membros do Conselho da Medalha decidiram adiar a cerimônia em razão da Covid-19 - Foto: Clarissa Barçante/ALMG

Pandemia do coronavírus adia Medalha da Inconfidência

Medida foi acertada nesta sexta (17), em videoconferência comandada pelo presidente da ALMG, deputado Agostinho Patrus.

Maior comenda do Estado de Minas Gerais, a Medalha da Inconfidência é concedida anualmente no dia 21 de abril para celebrar o aniversário da morte de Tiradentes e da Inconfidência Mineira. Mas, nesta que seria sua 68ª edição, devido às restrições sanitárias impostas pela pandemia do coronavírus, a cerimônia, que sempre é realizada em Ouro Preto (Região Central), será adiada por tempo indeterminado até que seja definido um formato seguro para homenagear os indicados.

A medida foi decidida na manhã desta sexta-feira (17/4/20), em videoconferência coordenada do Salão Nobre pelo presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), deputado Agostinho Patrus (PV), que também preside o Conselho da Medalha.

Participaram da reunião os demais membros do Conselho, entre eles o secretário de Estado de Governo, Igor Mascarenhas, que anunciou que um decreto deve ser publicado oficializando o adiamento da cerimônia e dando mais 30 dias de prazo para que sejam indicados os agraciados.

Durante a videoconferência, o presidente da Assembleia de Minas lembrou a importância de manter a tradição da cerimônia. “Apesar de todas as dificuldades que estamos enfrentando não podemos deixar essa data passar em branco. É uma alegria fazer parte do Conselho e faremos todos os esforços para honrar, mais uma vez e com toda segurança, a beleza da história de Minas Gerais e a resiliência do povo mineiro, que vai superar todos os percalços e ressurgir ainda mais forte”, afirma Agostinho Patrus.

A medalha – Criada em 1952 pelo governador Juscelino Kubitschek, a Medalha da Inconfidência tem quatro graus: Grande Colar, Grande Medalha, Medalha de Honra e Medalha da Inconfidência. A cerimônia de entrega medalha é realizada tradicionalmente em 21 de abril, Dia da Inconfidência Mineira, movimento de independência que teve como epicentro a cidade de Ouro Preto, no século XVIII, e para onde é transferida nesta data, simbolicamente, a Capital do Estado.