Crédito (foto): BBC/ilustração

Metabase garante 8.000 testes rápidos para Coronavírus

A empresa Vale também vai doar luvas, óculos, máscaras e aventais para o Hospital Nossa Senhora das Dores (HNSD).

Após mais uma videoconferência com representantes da Vale, André Viana anunciou que a Vale vai atender uma das primeiras reivindicações do Metabase: a doação de 8.000 testes rápidos para identificar o Covid-19.

“Conseguimos a doação de luvas, óculos, máscaras, aventais e 8.000 testes rápidos para o Hospital Nossa Senhora das Dores. Estamos cobrando desde que fiquei sabendo que a Vale iria importar da China esse material. A Vale informou que nestes dias chega uma carga grande da China e será entregue ao HNSD. Uma outra carga, que faz parte de um segundo lote, deve chegar em maio.”

Metabase/divulgação

André destaca que as máscaras que estão chegando têm uma peculiaridade: “são máscaras mais caras, diferentes das comuns, para uso específico dos profissionais de saúde”. Ainda de acordo com o vereador e sindicalista, os trabalhadores da Vale também irão fazer os testes e não apenas uma vez: “Estes testes poderão ser a cada três semanas, para garantir a qualidade da saúde dos trabalhadores e por que não, reduzir a quarentena de muitos outros”.

André destaca que não apenas os trabalhadores ganham, mas também a comunidade itabirana, que recebe os casos suspeitos do contágio do novo Coronavírus de diversas cidades. “Desafoga a saúde pública, faz a economia da região girar, mantém os impostos da mineração e traz tranquilidade à população.”

André Teixeira, Gerente de Relações Trabalhistas da empresa elogiou a iniciativa do Sindicato: “agradeço as contribuições do Sindicato, eles ouviram os trabalhadores e vejo um momento de maturidade, pois tomaram a iniciativa de propor sugestões, perguntou-nos se queríamos ouvi-los e temos a obrigação de ouvir. Foram colocadas importantes questões e vamos reunir uma equipe para discutir todas as propostas apresentadas. Mas de qualquer maneira os testes rápidos vão chegar. André está pedindo isso há um bom tempo e vamos atender. Outro detalhe é o suporte à comunidade. Esse compromisso eu assumo em adiantar o processo de entregar os materiais o mais rápido possível”.

André Viana ressalta outras reivindicações feitas durante a reunião: “os trabalhadores enviaram suas sugestões por meio de aplicativo e entre as principais podemos citar a exigência de kits higiênicos e à disposição nos equipamentos manuseados pelos trabalhadores; manutenção do cartão alimentação extra durante o período de pandemia, inclusive para os empregados das empresas contratadas pela Vale; valorização da PLR para os trabalhadores que estão nas minas, expostos ao contágio; adiantamento do 13º salário; reposição imediata das vacinas H1N1 e Influenza nos laboratórios autorizados para aplicação e revisão das idades para grupo de riscos a partir dos 50 anos de idade”.

André ressalta o pedido para os trabalhadores das empresas contratadas pela Vale “pelo fato de serem itabiranos, são cidadãos itabiranos e merecedores de todo cuidado. Não podemos esquecer deles”.

O presidente do Metabase disse que as reuniões com a Vale têm trazido bons ganhos para os trabalhadores da empresa: “Muitos trabalhadores, de outras empresas, estão em férias coletivas, com suspensão do contrato do trabalho, outros recebendo 35% do salário com complemento de um percentual do seguro-desemprego. Estamos conseguindo manter a empregabilidade”.

André finaliza: “nosso pedido fará com que a Vale seja a primeira empresa no Brasil a fazer testes rápidos para identificar o vírus nos funcionários.”

Participaram da reunião, além do presidente André Viana, os diretores Bruno Gomes, Serafim Filho, Walisson Christiano e Flávio Carmo.  Pela Vale os relações trabalhistas Divino Andrade, André Teixeira, Rubens Alves, Mario Barreto, João Franceschini. Pelo Saúde Vale, Abdalla Sarsur.