Produção industrial de Minas Gerais recua 1,2% em março

A produção industrial de Minas Gerais apresentou, em março de 2020, um recuo de 1,2% frente ao mês imediatamente anterior, na série com ajuste sazonal. Todos os quinze locais pesquisados mostraram taxas negativas, refletindo os efeitos do isolamento social (por conta da pandemia da COVID-19) que afetou o processo de produção em várias unidades produtivas no país. Vale destacar que esse é o perfil mais disseminado de taxas negativas desde o início da série histórica. Nesse mês, Ceará (-21,8%), Rio Grande do Sul (-20,1%) e Santa Catarina (-17,9%) assinalaram as reduções mais acentuadas. Pará (-12,8%), Amazonas (-11,0%) e Região Nordeste (-9,3%) também mostraram recuos mais intensos do que a média nacional (-9,1%), enquanto Pernambuco (-7,2%), Espírito Santo (-6,2%), São Paulo (-5,4%), Bahia (-5,0%), Paraná (-4,9%), Mato Grosso (-4,1%), Goiás (-2,8%), Rio de Janeiro (-1,3%) e Minas Gerais (-1,2%) completaram o conjunto de locais com índices negativos em março de 2020.

Mais informações no release anexo.

Informativo_033_Produção_Industrial_MG_março_2020