Crédito: BBC/ilustração

A pedido do Metabase, Vale inicia testes de Covid-19 em funcionários

Teve iniciou hoje (19) a aplicação dos testes rápidos para Coronavírus em todos os funcionários da Vale e trabalhadores que operam nas minas de empresas contratadas (terceirizadas).

Ver mais +

A informação é do presidente do Sindicato Metabase Itabira, André Viana Madeira, que em reunião realizada na parte da manhã recebeu os detalhes dos procedimentos (protocolo) que serão seguidos pelo serviço de saúde da Vale. A empresa, segundo André, montou postos de atendimento para aplicação dos testes nas minas, sendo dois na Mina Conceição, devido ao número de trabalhadores, um em Cauê e outro em Periquito.

A empresa montou um cronograma que define os critérios do atendimento, respeitando os dois metros de distanciamento e agendamento por bloco de 15 pessoas. André completa: “O Metabase acompanha, por meio de seus diretores que estão nas minas, o desenrolar desta ação. Os postos de atendimentos possuem bioquímicos, equipe de enfermagem e a nossa preocupação é quanto a divulgação destes testes com vistas a preservar a identidade do trabalhador. Se acontecer de testar positivo, o funcionário será levado em veículo próprio para realizar o exame de Proteína C-Reativa (PCR) que é considerado o “padrão-ouro” no diagnóstico da COVID-19 e se caso confirmado, todo o protocolo será seguido, com o isolamento por 14 dias e providências necessárias em sua área de trabalho. Caso seja negativo, ele será encaminhado para sua área de trabalho”.

A empresa vai realizar ciclos de testagem, ou seja, em 21 dias haverá a segunda ação de testes em todos os funcionários.

André destaca que os testes fazem parte das reivindicações do Metabase Itabira: “Em março desde ano apresentamos à empresa uma relação contendo reivindicações que visavam a proteção dos trabalhadores, inclusive das terceirizadas.

HNSD/divulgação

A Vale tem reconhecido a importância das nossas solicitações e prova disso é o atendimento como a divisão de turmas em dois períodos, evitando uso do restaurante; funcionários destes turnos tem, diariamente, um valor para lanche em seu cartão alimentação; no mesmo cartão já houve o depósito de dois créditos extras; trabalhadores que estão no grupo de risco (hipertensos, diabéticos, etc.) estão em casa.

Hoje temos cerca de 1.300 funcionários em suas residências, atendendo os protocolos dos órgãos competentes de saúde. “Essas ações estão garantindo aos trabalhadores a tranquilidade financeira, já que receberam os extras nos cartões e a tranquilidade psicológica, pois estão debaixo de constância vigilância para evitar o contágio do Covid-19. Os testes rápidos vão trazer mais “alívio” para os funcionários”.

André também destaca que nenhum trabalhador da empresa em Itabira se contaminou: “Prova que nosso trabalho está dando certo”.