Crédito (fotos): Pedro Gontijo/Imprensa MG/SEGOV

Zema pede que população e prefeitos redobrem cuidados na pandemia

Em todo o estado de Minas Gerais, 570 pessoas morreram vítimas da covid-19.

O governador Romeu Zema pediu, durante pronunciamento virtual nesta quinta-feira (18/6), que a população redobre os cuidados na prevenção ao coronavírus. “Mais do que nunca, o mineiro e os prefeitos terão que fazer suas partes. Intensifiquem os cuidados com o distanciamento, isolamento social e higienização. Caso contrário, perderemos tudo o que foi construído até o momento”, alertou.Zema destacou que o estado registrou, na quarta-feira (17/6), a segunda pior marca de óbitos. “Nosso recorde, infelizmente, foi batido anteontem, com 35 óbitos, e, ontem, a segunda pior: 33 óbitos”, lamentou. Até o momento, Minas Gerais é o estado com o segundo menor índice de óbitos, atrás do Mato Grosso do Sul.

Segundo o governador, a situação tem se deteriorado e ficado cada dia mais preocupante. Há exatamente um mês, o Estado tinha 7% das unidades de UTI ocupadas por pacientes da covid-19. Hoje, é o dobro. “Sabemos que essa trajetória ascendente não pode continuar, sob pena de que, dentro de um mês, tenhamos um estrangulamento total do sistema de Saúde, apesar dos esforços que fazemos”, explicou.

Infraestrutura

O Estado tem conseguido, com muito empenho, garantir condição de assistência em todo o seu território. Dentre as principais medidas destacam-se a expansão de cerca de 1 mil leitos de alta complexidade credenciados no SUS, aquisição e reparo de 1,5 mil respiradores e distribuição de equipamentos de proteção individual (EPIs).

Além disso, o Hospital de Campanha, na capital, já se encontra estruturado com 740 leitos de enfermaria e 28 de estabilização.

Veja também

Inverno exige mais cuidados para evitar o coronavírus

Informe Epidemiológico Coronavírus MG 18/6/2020

Aeroporto da Pampulha será transferido para o Governo de Minas