Ilustração

Cai o número de pedidos de seguro-desemprego, em junho

Dados mostram redução de 22,9% se comparado aos primeiros 15 dias de maio.

Um levantamento feito pelo governo federal mostra que o número de pedidos de seguro-desemprego caiu na primeira quinzena de junho, se comparado ao mesmo período do mês passado. Nos primeiros 15 dias de junho, foram pouco mais de 351 mil requerimentos contra 455 mil feitos em maio, uma queda de quase 23%. Se comparado ao mesmo período do ano passado, houve aumento de 35% (260.228).

Do total de pedidos feitos em junho deste ano, 71% foram realizados pela internet. São Paulo (109,2 mil), Minas Gerais (37,1 mil) e Rio de Janeiro (28,5 mil) lideram esse ranking.

Os dados mostram ainda que, no acumulado de 2020, foram contabilizados 3,6 milhões de pedidos de seguro-desemprego, 14,2% acima do mesmo período de 2019.

Segundo o governo federal, as Superintendências Regionais do Trabalho ampliaram o atendimento não presencial nesse período de isolamento causado pela pandemia, disponibilizando canais adicionais de atendimento remoto.

Em caso de dúvidas e esclarecimentos, o interessado pode acionar as superintendências pelo formulário online na página do Ministério da Economia ou pelos telefones disponíveis na página da pasta.

Jalila Arabi