Ascom/PMI

Prefeito e lideranças comunitárias visitam obras da avenida Integração

Está liberado o primeiro trecho da importante obra de infraestrutura, anseio da população há mais de 30 anos.

O prefeito Ronaldo Magalhães e lideranças comunitárias visitaram na manhã deste sábado (27), o primeiro trecho da avenida Integração: umas das mais importantes obras de infraestrutura de Itabira. Na oportunidade, a nova via foi liberada para a população.

O Complexo Integração, composto por três trechos, atua nos eixos urbano e econômico da cidade. No urbano, tem a importante função de unir duas grandes áreas que representam 40% da população, pois interliga as regiões dos bairros Machado e Gabiroba – que abrange ainda os bairros Jardim dos Ipês, Santa Tereza e Água Fresca –, aos bairros João XXIII, Machado, Hamilton, Fênix, Santa Ruth e Bálsamos, criando, então, uma nova opção de deslocamento para os veículos da região central da cidade em direção ao Distrito Industrial, parque de exposição e à Universidade Federal de Itajubá (Unifei).Segundo Ronaldo Magalhães, a extensão da avenida Machado de Assis, agora Integração, é um anseio da população há mais de 30 anos. “A avenida Machado de Assis foi um projeto pensado na década de 1980, pelo conceituado urbanista Radamés [Teixeira da Silva], que não teve condição de ser feito naquela época. E, ao longo do tempo, muitos administradores tentaram e não conseguiram executar. Mas, nós, com muita determinação e carinho por Itabira, estamos realizando essa obra e integrando duas grandes regiões da nossa cidade”, ressaltou o prefeito.

Já no contexto econômico, a avenida cria uma nova estrutura logística para a cidade, impulsionando, principalmente, o comércio. “Essa avenida é mais um espaço para desenvolver a cidade, criar oportunidades e condições de comércio. Outro objetivo é facilitar o acesso das pessoas, tanto a pé, como no transporte coletivo e de veículos. Itabira precisa e terá grandes corredores de trânsito, pois estamos mudando a base da nossa economia e uma boa logística é fundamental”, analisou Ronaldo Magalhães.

Para José Romão Andrade, morador do bairro Machado e membro da Interassociação dos Amigos de Bairros de Itabira, a nova avenida representa “vitória” para os moradores de pelo menos dez bairros itabiranos. “Só que eu luto por essa obra, tem 25 anos. Essa avenida representa muita coisa: é movimento, investimento e valorização da nossa comunidade. Ronaldo fez uma coisa especial”, refletiu.

“Hoje é um momento histórico da nossa vida”, declarou Geraldo Martins da Fonseca, morador e diretor de comunicação da Associação de Moradores do Bairro Gabiroba. “Nesse momento de pandemia, estamos recebendo uma avenida, rede de esgoto e saneamento básico para melhorar a vida cotidiana das pessoas. Ela [a avenida] beneficia a saúde pública, pois impede a proliferação de insetos e doenças; oferece espaço de caminhada para as pessoas e melhora o trânsito. Além disso, tenho certeza que mais empresários irão investir e mais pessoas acreditarão na nossa cidade”, completou o diretor.A avenida

Os trabalhos para a construção da avenida Integração começaram em 2017, quando o Governo Municipal adaptou o projeto existente para reduzir custos. Em seguida, o prefeito Ronaldo Magalhães deu início à captação de recursos por meio do Programa de Apoio aos Municípios Mineradores, promovido pelo Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG), entre outros financiamentos. Neste primeiro trecho, de 1,7 quilômetros de extensão, a Prefeitura investiu cerca de R$ 19 milhões.

Sobre o trecho concluído, de acordo com Ronaldo Lott Pires, secretário municipal de Obras, Transportes e Trânsito, são duas pistas de cada lado, com interseção que liga a avenida à rua Humberto Campos. “Então, ela terá três pontos: um entroncamento com a rotatória do bairro Gabiroba, um encaixe com a avenida Machado de Assis e depois uma travessa com a rua Humberto Campos. É uma avenida muito bonita e é um conceito que, infelizmente, nunca teve em Itabira por causa da nossa característica geográfica de muitas montanhas”.

Durante a visita, o secretário anunciou ainda a construção do canteiro central, que ficará na Machado de Assis “velha”, entre o início dos trechos um e dois, esse em construção. “Temos a expectativa de terminar o trecho dois em setembro ou outubro, que interligará a outra parte da Machado de Assis ao bairro Hamilton”, explicou.

Para Ronaldo Lott, por meio do Complexo Integração, a cidade amplia as opções de tráfego, melhorando a logística municipal. “Itabira ganha alternativas de circulação que hoje são restritas. A obra, como um todo, são 3,7 quilômetros de extensão. Ainda tem o importante trecho três, que interligará a rotatória da rua Daniel de Grisolia, que será construída agora à avenida Rio Doce, passando pelo terreno da família Bragança. Na construção do viaduto sobre a ferrovia, haverá uma parceria com a Vale”, explicou. O projeto executivo da terceira etapa da avenida Integração está em desenvolvimento.

Veja também

Prefeitura executa mais uma etapa do asfaltamento de morros rurais