Apac está quase pronta e inauguração será mês que vem, diz juíza

De acordo com a juíza Cibele Mourão Barroso de Figueiredo Oliveira, da 2ª Vara Criminal, o Centro de Ressocialização da Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (Apac) de Itabira (MG), já está praticamente pronto e a inauguração deve acontecer no mês de agosto. 

Ainda não há uma data prevista de quando a unidade começará a receber os primeiros detentos, que devem ser oriundos do presídio do Rio de Peixe, em Itabira, e claro terem bom comportamento para se ingressarem na unidade.

A Apac está localizada na zona rural de Itabira, mais precisamente na localidade de Córrego do Fundão, às margens da estrada que liga ao Candidópolis.

As dependências internas da unidade já estão quase prontas, faltando poucos detalhes em sua infraestrutura para poder receber os internos do programa de ressocialização ‘albergados’.

Faltam alguns detalhes do acabamento e o mobiliário para que possa ser feito o acolhimento e o trabalho de recuperação junto aos presos.

A parte elétrica, que foi uma das maiores pendências, já foi resolvida numa parceria com a empresa PROETEL, empreiteira da Prefeitura que agilizou tudo com a CEMIG (Companhia Energética de Minas Gerais), após ser feita a instalação de um transformador. Com a iluminação, a questão da segurança melhorou. A Itaurb (Empresa de Desenvolvimento de Itabira), também cedeu dois vigilantes para ficar durante a noite cuidando da unidade, assim evitando furtos, como já ocorreu anteriormente.

Em conversa com a nossa reportagem a Juíza Cibele Mourão disse que “um primeiro passo é a inauguração, mas deve levar certo tempo para a Apac iniciar suas atividades, pois ainda fica dependendo de um convênio com o Estado, onde o processo já está em tramitação, assim sendo difícil precisar quando será o pleno funcionamento com os internos nas suas respectivas alas”.

Com informações do Diário de Itabira

Veja também:

PM apreende drogas na Pedreira, e casal suspeito é conduzido

Ladrão leva 30 mil de lotérica após arrombar parede do Sindicato