VALE: Metabase realiza Assembleia para acordo local

Ver mais +

O Sindicato Metabase Itabira realizou nesta quinta-feira (06) mais uma assembleia com os trabalhadores da empresa Vale. Desta vez, as discussões foram pela proposta da empresa Vale para o acordo coletivo específico aos trabalhadores de Itabira. 

André Viana, presidente da instituição ressaltou que é um momento importante para os funcionários do complexo de Itabira, pois é neste momento que são discutidas as necessidades no campo laboral. “Devido a pandemia a empresa solicitou-nos a prorrogação do prazo para negociação, (seria em março) e claro, atendemos em respeito ao período que ainda estamos passando”.

De acordo com o presidente, a empresa foi modesta nas melhorias do ACT em relação ao ano passado: Reajuste de 2,46% (INPC) no cartão lanche e incluir no acordo local a cláusula de reembolso educacional, que hoje discute-se no acordo nacional. Flávio Carmo, diretor tesoureiro, ressaltou que “os reembolsos serão adequados à realidade de cada região, afinal, não se pode comparar, por exemplo, valores de escolas do Carajás e de Itabira, são duas realidades totalmente diferentes”. Essa foi a mesma proposta que a empresa ofereceu para os trabalhadores das outras minas no Brasil. André Viana ressaltou que o Metabase Itabira exigiu que nenhum benefício adquirido fosse retirado, a Vale atendeu e manteve todas, entre elas o pagamento semestral do prêmio assiduidade, para quem trabalha no turno.

Este prêmio substituiu o pagamento das horas in itinere, devido a reforma trabalhista em 2017; o auxílio creche/babá para crianças com até seis anos de idade. O auxílio é pago para as mulheres e homens que tenham a guarda de filhos; a quantidade de passes de trem, que teve um aumento de 50% no ano passado. Hoje, trabalhadores, aposentados e pensionistas têm direito a 6 passes; manutenção da vigência do ACT em um ano, o que possibilita negociar reajustes e outras demandas apresentadas pelos trabalhadores em tempo mais curto.

Protocolo

O Metabase tomou todas as providências necessárias para atender as recomendações dos órgãos de saúde, inclusive da Organização Mundial de Saúde. Foram elas: Distanciamento de 2 metros entre os eleitores, uso do álcool em gel ao entrar na sede e durante as votações, uso obrigatório de máscara e aferição da temperatura. A assembleia para informar a proposta, dividida em duas partes, teve o tempo máximo de 20 minutos.

RESULTADO:
A proposta da empresa foi aprovada, sendo:
Votantes: 108
Sim: 83 – 76,8%
Não: 24 – 22,2%
Nulo: 1- 0,9%