Crédito: Ascom/PMI

Prefeito pede conscientização à população em relação à covid19

Ver mais +

Prefeito apresenta dados sobre a Covid e pede conscientização à população para levar Itabira de volta à onda verde. Marco Antônio Lage explicou que o município permanece na onda amarela do Minas Consciente, mas com probabilidade de piora do cenário por causa dos feriados de fim de ano.

O prefeito Marco Antônio Lage (PSB) falou em coletiva de imprensa pela primeira vez após a posse. Em conversa com os jornalistas na tarde desta segunda-feira (4), o chefe do Executivo abordou o cenário da Covid-19 no município e explicou que a microrregião à qual a cidade pertence permanece na onda amarela do Minas Consciente. O panorama, no entanto, é de preocupação por causa dos reflexos das festas de fim de ano. Para não retornar ao patamar mais restritivo, da onda vermelha, o prefeito pediu consciência à população e ressaltou que a fiscalização será intensificada em Itabira.

A onda amarela permanece até o dia 8 de janeiro. Nesta semana, o comitê do Governo do Estado que trata da pandemia em Minas Gerais se reúne para avaliar os números de todos os municípios e definir as novas bandeiras de cada regional. A partir disso, uma nova onda pode entrar em vigor no sábado (9).

“Houve uma confusão em torno dos critérios da macro e da microrregião. Itabira integra a Macro Leste, que realmente está na onda vermelha, mas a nossa microrregião, que é a Microrregião Itabira, está na onda amarela na semana entre o dia 2 e o dia 8. Então seguimos com os protocolos dessa fase, que são menos restritivos que a do último estágio”, explicou a secretária municipal de Saúde, Eliana Horta.Onda amarela
Na onda amarela, segundo o protocolo da Secretaria de Estado de Saúde, podem funcionar serviços considerados não essenciais, mas com restrições de público, prática do distanciamento e observação de medidas de higienização, além do uso obrigatório de máscaras. A situação, no entanto, pode mudar caso o número de casos avance e a taxa de ocupação de leitos se acentue. O chamado à conscientização feito pelo prefeito é justamente para que isso não aconteça.

“Nós não queremos regredir. O nosso pedido é para que a população nos ajude a migrar para a onda verde em fevereiro, que a gente se mantenha neste patamar e consiga olhar com mais atenção para as atividades econômicas. A nossa prioridade é a saúde pública, e é neste sentido que faço esse apelo pela conscientização. Claro que o poder público tem a sua parcela e precisa fiscalizar se as regras estão sendo cumpridas, mas a população tem atuação chave neste combate”, afirmou Marco Antônio Lage.

Cenário da pandemia
Atualmente, Itabira tem 36% das Unidades de Tratamento Intensivo (UTI) ocupadas e 22% das vagas de enfermaria. Os números contemplam as somas dos dois hospitais, Nossa Senhora das Dores (HNSD) e Municipal Carlos Chagas (HMCC). Apesar de considerar a situação controlada até então, o prefeito manifestou preocupação com uma provável alta no número de infecções a partir da próxima semana, por causa das festas de fim de ano.

“O que a gente pede é muita consciência de quem viajou ou fez festas no Natal e no Ano Novo. Aqueles que se aglomeraram de alguma forma precisam redobrar os cuidados. Ter muita atenção com os grupos de risco, especialmente com os mais idosos. Não podemos nos descuidar”, declarou o prefeito.

Além da secretária municipal de Saúde, a coletiva foi acompanhada pela médica infectologista e referência técnica em Covid-19, Andrea Assis Cabral; e as servidoras Marly Procópio e Vanessa Cristina Maimone, que integram as equipes de enfrentamento à pandemia em Itabira.

Regras e diálogo
Ainda durante a coletiva, o prefeito Marco Antônio Lage avisou que o município seguirá exatamente o que preconiza cada uma das ondas do programa Minas Consciente. Ou seja, se Itabira regredir à onda vermelha, serão adotadas todas as medidas restritivas impostas pelo programa. O chefe do Executivo prometeu, em contrapartida, ampliar o diálogo com os setores da economia.

“Nós vamos seguir à risca as regras impostas pelo Minas Consciente. Não vamos dourar a pílula, é um assunto muito sério. E, dentro dessa seriedade, manteremos um diálogo franco e aberto com os setores e seus representantes, para que eles não sejam pegos de surpresa a cada nova decisão”, disse Marco Antônio.

Boletim diário
Nesta segunda-feira (4), Itabira registra 5.757 casos confirmados de coronavírus. O município tem 445 pessoas em isolamento e 26 internados, sendo 23 em enfermaria e 3 em UTI. Desde o início da pandemia, já são 5.540 recuperados da doença e 46 óbitos.

Matéria relacionada

Itabira “está na onda amarela”, diz Marco Lage

 

Itabira tem 5757 confirmados por Covid

Minas tem 12.063 óbitos pela covid-19