MG: PM conduziu 66 pessoas em carnaval clandestino

Ver mais +

Um ônibus de viagem da empresa de transportes Santa Edwiges precisou ser emprestado para a Polícia Militar conduzir, na noite desse sábado (13/2), 66 pessoas que estavam em um evento de carnaval clandestino no Bairro Bandeirinhas, em Betim, na Grande BH. 

Uma grande operação foi então coordenada pelo 66º Batalhão da Polícia Militar com o apoio de uma equipe de cão farejador da Rocca. O sítio, na Estrada dos Gorduras, tinha aproximadamente cem pessoas paradas na porta, aguardando a sua vez para entrar na propriedade, quando as viaturas policiais chegaram cercando os acessos ao local.

As pessoas que estavam do lado de fora foram dispersadas. No interior do sítio, foram encontradas outras 66 pessoas que usavam bebidas alcoólicas. O evento tinha venda de bebidas, luz e palco com DJ para músicas funk e previsão de acabar apenas neste domingo (14/2).

No primeiro momento, os policiais foram informados de que o organizador da festa tinha fugido quando avistou a chegada dos militares. Contudo, ao longo dos depoimentos descobriu-se que ele estava na verdade fingindo ser um dos barmen da festa, alegando ter sido contratado. Esse organizador foi identificado como Gil.

O cão farejador Scott foi empregado então para conduzir as buscas por entorpecentes e encontrou oito tabletes de maconha, seis pinos de cocaína e sete comprimidos com suspeitas de serem ecstasy. O material se encontrava espalhado em diversos pontos do sítio.

O grande número de pessoas autuadas por comportamento de aglomeração, transgredindo decreto municipal sanitário da prefeitura de Betim que proíbe a realização de eventos, sobretudo no carnaval, obrigou os militares a pedir emprestado um ônibus para transportar todos os detidos até a delegacia de plantão de Betim. Da delegacia, os envolvidos foram levados para o juizado especial criminal.

O Conselho Tutelar de Betim foi acionado devido à grande presença de menores de idade, em número ainda não detalhado pelas autoridades. O organizador e outras pessoas ao longo da investigação poderão também responder por tráfico de drogas.

Fonte – EM

 

 

Justiça proíbe festas de Carnaval sob multa de R$ 50 mil

Homem é suspeito de estuprar menor alegando “curar orientação sexual”

Civil prende suspeita de tráfico e apreende drogas

Suspeito de matar idosa e roubar 800 reais acaba preso

Policia Civil prende suspeito de feminicidio em Santa Bárbara