Caminhoneiros protestam contra novo aumento do diesel, a partir de hoje

Caminhoneiros protestam na Grande BH na manhã desta terça-feira (02/03), contra os reajustes seguidos no preço do diesel. Os trabalhadores estão na MG-424, em Vespasiano, perto do CT do Atlético. Caminhões baú, tanque e carretas formam uma fila no lado direito das pistas nos sentidos Pedro Leopoldo e Belo Horizonte. Não há registros de congestionamentos no local. 

Os caminhoneiros estão revoltados com a disparada no preço dos combustíveis, especialmente do diesel.

A partir da terça-feira, o litro da gasolina estará R$ 0,12 mais caro nas refinarias, subindo para R$ 2,60 o litro, alta de 4,8% em relação ao preço anterior. Já o diesel terá reajuste de R$ 0 13 por litro, para R$ 2,71, um aumento de 5% contra o último preço praticado pela estatal. O gás de cozinha também terá aumento de 5%, para um preço médio da ordem da R$ 39,69 o botijão de 13 quilos.

Mercado internacional
Os reajustes seguidos no preço do diesel ocorrem em razão da política adotada pela Petrobras, que é baseada na cotação do barril negociado em dólar no mercado internacional. Implantada na gestão Michel Temer (MDB), a iniciativa foi mantida pelo governo Bolsonaro.

Matéria-prima dos combustíveis, o petróleo é usado como referência na formação dos preços dos seus derivados. Assim, quando a cotação do petróleo sobe nas principais bolsas de valores do mundo, a Petrobras também revisa seus valores no Brasil. Somente neste ano o diesel e a gasolina já acumulam alta de 27,5% e 34,8%, respectivamente.

Em entrevista à Itatiaia na semana passada, o professor de economia alertou que os reajustes vão continuar. “Se a gente continuar tendo alta do dólar, vamos ter aumentos sucessivos nos preços dos combustíveis”, disse.

Vídeo: Vocês lembram da paralisação dos tanqueiros na última quinta (25/02), foi assim e deu muita dor de cabeça e fila nos postos de combustíveis:

 

REAJUSTE de 5% no preço do diesel e gasolina a partir de terça

Vídeo: PC fiscaliza 52 postos de combustíveis

Confira como é a composição no preço dos combustíveis

Governo de Minas cria grupo de trabalho para dialogar com tanqueiros