“Dia D” para arrecadar donativos para famílias em situação de risco

Anúncios

Ação solidária – Una Itabira e Prefeitura promovem “Dia D” para arrecadar donativos para famílias em situação de risco. Ação acontece no dia 8 de maio, na sede da instituição educacional.

Uma parceria entre o Centro Universitário Una Itabira e a Prefeitura vai ajudar famílias em situação de vulnerabilidade neste momento de pandemia. A mobilização “Dia D” vai envolver toda a comunidade escolar para a arrecadação de donativos no dia 8 de maio, das 9h às 13h, na sede da Una, Rua Guarda-Mor Custodio, nº 60 – Centro.

A Prefeitura de Itabira atuará por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAA) e pretende arrecadar alimentos não-perecíveis, produtos de limpeza, higiene pessoal, leite, fraldas, absorventes higiênicos, dentre outros. Os donativos serão destinados às famílias em situação de pobreza já cadastradas nos CRAS.

“De acordo com uma divulgação recente, Itabira tem 4,5 mil famílias em situação de pobreza extrema e muitas famílias estão vivendo com renda per capta de apenas R$ 89,00 por mês. Diante disso, a Una Itabira, está propondo esta mobilização para auxiliar famílias de baixa renda”, afirma Bruno Oliveira Nascimento, coordenador de cursos Una Itabira.

Esses dados foram apontados pelo diagnóstico elaborado pela SMAA, de acordo com informações obtidas junto à Secretaria Nacional de Renda e Cidadania do Ministério da Cidadania, em especial o Relatório de Informações do CadÚnico, referente ao mês de fevereiro deste ano. O que revela a situação atual do município de Itabira: são 4.579 famílias com renda em situação de extrema pobreza e pobreza. Sendo, 3246 famílias em situação de extrema pobreza com renda per capita mensal de até R$ 89,00; e ainda, 1.333 famílias com renda per capita mensal entre R$ 89,01 até R$ 178,00.

Para o Secretário Municipal de Assistência Social, Elson Alípio Júnior, vale ressaltar que a má distribuição de renda e a desigualdade social não são características apenas de Itabira. “Assim como nosso país produz muita desigualdade como resultado da exacerbada concentração de renda, os efeitos nefastos dessa má distribuição se fazem sentir também em nossa cidade”, pontua.

Neste momento onde os impactos da pandemia são sentidos por grande parte da população, ações de solidariedade podem minimizar e dar um alívio às famílias em situação de risco. “As restrições impostas na Pandemia COVID-19 impactaram de maneira significativa toda sociedade brasileira, contudo, a forma como a população mais vulnerável que já vivia em situação de pobreza, vive a realidade de se tornar ainda mais pobre”, conclui o secretário.

Veja também

Áreas de esporte e lazer podem ser revitalizadas em Itabira