Ilustração/Pinterest

ALMG decreta luto pelos 500 mil mortos por Covid no País

Anúncios

ALMG decreta luto pelos 500 mil mortos por Covid-19 no País. Durante três dias, ficam proibidas comemorações de qualquer natureza no Parlamento, em memória e respeito às vítimas.

Ilustração/Pinterest

O presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), deputado Agostinho Patrus (PV), decretou luto oficial de três dias no âmbito do Parlamento Mineiro, em razão das mais de 500 mil mortes provocadas pela Covid-19 no Brasil. O decreto passa a vigorar a partir deste sábado (19/6/21) e será publicado no Diário do Legislativo do dia 22.

Durante o período de luto oficial ficam proibidas comemorações de qualquer natureza na ALMG. As bandeiras de Minas Gerais e de Belo Horizonte ficarão hasteadas a meio-mastro no Hall das Bandeiras da Assembleia, em memória e respeito às vítimas da doença.

“O Brasil atingiu mais uma terrível marca. 500 mil brasileiros se foram. São pessoas que estavam aqui há pouco e agora não mais estão. São milhares de sonhos interrompidos e famílias dilaceradas. Não podemos olhar esse número com naturalidade. Vivemos a maior tragédia da história brasileira. Uma tragédia que não pode ser normalizada e que certamente ainda não terminou”, afirmou o presidente Agostinho Patrus.

“Nosso luto é em respeito à memória dos que se foram, mas também por todos aqueles que sofrem com sequelas deixadas pelo vírus e pela exaustão dos nossos profissionais de saúde. É um luto de dor, tristeza, indignação e revolta. A luta em defesa da vida, contudo, continuará norteando nossas ações. Meus sinceros sentimentos e minha solidariedade profunda e afetuosa aos amigos e às famílias das vítimas”, concluiu.

No boletim divulgado pelo consórcio de imprensa que contabiliza os casos de Covid-19 no País, na tarde deste sábado, o Brasil chegou à marca de 500.022 mortes. O total de casos confirmados é de 17.822.659, também segundo o consórcio.