Exposição fotográfica retrata a força e a resistência do congado itabirano

Anúncios

Exposição fotográfica retrata a força e a resistência do congado itabirano

Fotos: Acom/FCCDA

Na manhã de ontem aconteceu, na Fazenda do Pontal, a abertura da exposição “Expressões de resistência do congado itabirano”, da fotógrafa Stael Azevedo. A exposição fotográfica, que também está ocorrendo de forma itinerante, é fruto de um estudo de quinze anos da artista e retrata aspectos de resistência sociocultural e religiosa de membros do congado.

De acordo com a fotógrafa Stael Azevedo a exposição nasceu com o tema do Festival de Inverno como forma de expor um tipo de manifestação cultural símbolo de resistência regional. “O congado é uma das formas de resistência cultural mais fortes em Itabira. A exposição é uma das maneiras de valorizar a cultura popular mantendo-a viva”, explica.Para o superintendente da Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade (FCCDA), Marcos Alcântara: “é necessário o registro histórico das manifestações populares que são tradição em nossa cidade. Sabemos da força do congado de Itabira. Precisamos valorizar e mostrar aos itabiranos toda essa rica potencialidade itabirana. A FCCDA sempre irá apoiar e incentivar esse tipo de ação para que a cultura popular permaneça viva”, ressaltou.

A exposição permanece disponível para a visitação do público ao longo de toda a edição do 47º Festival de Inverno de Itabira, seguindo todos os protocolos de segurança em relação ao enfrentamento da Covid-19 e ocorrerá também de forma itinerante em diversos pontos da cidade.47ª edição do Festival de Inverno de Itabira

Realizado desde 1974, o Festival acontece tradicionalmente no mês de julho e atrai milhares de pessoas de Itabira e região. Com ampla e diversificada programação, o evento atinge um público variado.

A proposta desta edição é de fortalecimento do setor cultural no período de pandemia, buscando dialogar com as questões políticas, culturais e de resistência cultural, focando nas raízes da cultura regional, dando espaço, particularmente, aos artistas locais.Ao longo de 22 dias estão ocorrendo diversas atividades artísticas como: shows musicais, exposições, peças teatrais, dentre outras ações culturais

Para a criação da marca foram usados elementos que ligam a tradição, resistência e força do Festival em resistir ininterruptamente por mais de quatro décadas.

O evento está sendo realizado em modalidade híbrida: presencial e on-line, respeitando todos os protocolos estabelecidos pela Organização Mundial da Saúde (OMS) com relação ao enfrentamento da pandemia de Covid-19 e das ondas do Programa Minas Consciente. Nesse novo formato, a intenção é impactar a cidade com intervenções artísticas individuais, possibilitando que o Festival seja vivenciado pelos itabiranos direto de suas residências.

Esse evento é uma realização da Fundação Cultural Carlos Drummond De Andrade, Prefeitura Municipal de Itabira e tem o patrocínio do Instituto Cultural Vale.Confira a programação do 47º Festival de Inverno de Itabira: https://cutt.ly/NmHU3ix

Para mais detalhes acesse: https://fccda.com.br

Facebook: www.facebook.com/fccda

Instagram: www.instagram.com/fccda