Chistophe Nambotin, francês tricampeão mundial, compete no Brasileiro de Enduro pela primeira vez. Crédito: Fernanda Balster/Mundo Press

Campeonato Brasileiro de Enduro destaca francês tricampeão mundial

Anúncios

Campeonato Brasileiro de Enduro em Patrocínio (MG) destaca francês tricampeão mundial. Piloto convidado Christophe Nambotin é o mais rápido nos dois dias de disputas; Evento cumpre objetivos dentro e fora das trilhas.

Chistophe Nambotin, francês tricampeão mundial, compete no Brasileiro de Enduro pela primeira vez. Crédito: Fernanda Balster/Mundo Press

Pela 17ª vez na história do Campeonato Brasileiro de Enduro, a prova de Patrocínio (MG) cumpriu os objetivos dos organizadores dentro e fora das trilhas. O evento, válido pela terceira e quarta etapas do calendário 2022, trouxe dois dias de disputas, encerradas neste domingo (24/4). Destaque para o francês tricampeão mundial Christophe Nambotin, piloto convidado que foi o mais rápido da competição em solo mineiro.

“O balanço foi muito positivo. Trouxemos uma prova com as características de Patrocínio, com muita trilha, pedra e um percurso duro. Foram três especiais (trechos cronometrados) bem montadas: duas tinham chão de pedra e outra de terra batida, em estradinhas e single track”, conta Maurício Brandão, promotor do Brasileiro de Enduro. “A prova atraiu muitos pilotos e a parte técnica foi desempenhada com perfeição. A base do evento, o Cristo Redentor, é um lugar com ótima estrutura e que proporcionou dois dias maravilhosos em um ambiente muito bom. A competição não poderia ter sido melhor”, continua.

Para Brandão, a presença de Nambotin, que representou a equipe Sherco, proporcionou um brilho ainda maior. “Por ser piloto convidado, ele não pode pontuar no campeonato, mas a troca de experiências é sempre muito importante.  O Nambotin, sem dúvidas, foi um grande destaque, além dos pilotos brasileiros, que têm travado grandes disputas e se alternado nas primeiras posições. Tudo isso é muito positivo para todos.”

A próxima rodada dupla do Brasileiro de Enduro está marcada para os dias 20, 21 e 22 de maio em Belo Vale (MG). O calendário da temporada também irá passar por Aracruz (ES), Novo Horizonte (SC), Farroupilha (RS) e Mairiporã (SP). “Vamos para a próxima, o Brasileiro está acontecendo em sua plenitude, como a gente previa. O ano está sendo muito promissor”, conclui Brandão.

Confira o que disse a maioria dos vencedores da prova de Patrocínio:

Christophe Nambotin (equipe Sherco, vencedor geral e da categoria E3) – “Estou muito feliz por estar no Brasil pela primeira vez. Fiquei surpreso com a prova, que foi muito boa e teve trechos bem duros, além do nível dos pilotos, que colocaram bastante pressão sobre mim. Quero parabenizar a organização pelo evento e agradecer a Sherco Brasil pela oportunidade, espero poder voltar”.

Vinícius Calafati (equipe Honda Racing, vencedor da categoria E1) – “Foi uma prova bem dura e consegui atacar bastante, fazer o que eu queria. Fiz o meu trabalho e estou muito feliz com a vitória”.

Patrik Capila (equipe MXF, vencedor da categoria E2) – “Foi um fim de semana difícil, tive problema com o freio no sábado, mas no segundo dia consegui desenvolver melhor. Foi uma prova dura e estou bem feliz com o resultado. Agora vou para Belo Vale (MG), que é perto de casa”.

Luciano Rocha (equipe IMS Enduro Racing Team, vencedor da EJ) – “A prova foi bem desafiadora. Tive alguns problemas com o freio traseiro, o que dificultou, e as especiais estavam muito técnicas, exigindo demais dos pilotos. Eu não deixei nada me abalar, imprimi uma velocidade bacana e consegui um resultado muito bom. Foi um ótimo teste psicológico para mim e vamos para as próximas”.

Alexandre Valadares (equipe Honda Racing, vencedor da E4) – “A prova foi cansativa, mas estou muito satisfeito. Andei bem e a minha moto Honda CRF 250F esteve perfeita o tempo todo. Estou exausto, mas deu certo e saí com a vitória”.

Maurício Quadros (equipe Bamba Racing, vencedor da EIntermediária) – “Foi desafiador porque eu troquei de moto, foi a primeira vez que andei com ela. Fiquei um pouco perdido, e o terreno ainda é bem diferente do que estou acostumado, mas estou me adequando e consegui vencer a categoria. Deu tudo certo”.

Felipe Legarrea (equipe MXF, vencedor da E35) – “Deu tudo certo, consegui vencer a categoria. Tive um problema, machuquei o pé no primeiro dia, mas completei. A prova foi bem desgastante, mas no fim saí com a vitória e estou muito contente”.

José Monteiro (equipe Raposão Racing, vencedor da E40) – “Foi uma prova muito cansativa e pesada, porém é bem o perfil de prova que eu gosto, com terreno de pedra e cascalho. Parabéns para a organização e toda a equipe envolvida nesse evento, estou muito satisfeito com a vitória.”

William Menezes (vencedor da E45) – “Foi uma prova muito dura, difícil e de muita superação. Estou muito feliz”.

Júlio César Pereira (equipe HSS, vencedor da E50) – “Eu adorei a prova, os dois dias foram maravilhosos. No primeiro dia tive mais desgaste físico, mas em compensação não estourei o tempo e consegui completar bem. O segundo dia foi maravilhoso, consegui fazer a corrida mais descansado”.

Manuel Simas (vencedor da E55) – “A prova foi muito dura. Esse troféu é bem valioso, porque foi muito difícil. Estou feliz por ter completado, em alguns momentos pensei em desistir”.

Bárbara Neves (equipe Honda Racing, vencedora da EF) – “A presença do público de Patrocínio foi muito especial, todos me incentivaram muito durante a prova. Nas especiais, a galera torcendo dá mais energia para a gente. É sempre muito prazeroso participar das etapas aqui na cidade. Várias meninas que andam de moto estavam prestigiando o evento e espero que isso sirva de incentivo para que mais competidoras estejam na classe feminina nos próximos anos”.

Jean Izaias (vencedor da EAmador Nacional) – “Estou feliz com o meu resultado, a prova foi muito bacana. Cansado, mas me sentindo bem e muito feliz”.

César Boaventura (vencedor da EAmador Importada) – “Fiquei muito feliz com o resultado. A prova estava difícil e foi muito cansativa, bem técnica, mas foi demais. A prova em Patrocínio sempre é muito bem organizada. Estou muito satisfeito”.

João Pedro Gruli (vencedor da Infantil) – “Foi muito bom. Foi difícil conseguir ganhar e a parte fácil foi andar na pista”.

Leandro Carlesso (vencedor da Cadete) – “A sensação é muito boa, foi a primeira vez que competi no Brasileiro de Enduro. As especiais estavam ótimas, a pista era de alta velocidade, com muita terra solta, mas eu consegui me desenvolver bem e terminar em primeiro”.

Estevão Rangel (equipe BC11, vencedor da Juvenil) – “Comecei bem o campeonato já na primeira prova, em Itapema (SC), onde consegui o primeiro lugar nos dois dias. Em Patrocínio o resultado foi muito bom também, vencei os dois dias de novo, e a pista estava muito legal, de altas velocidades. O meu objetivo esse ano é ser campeão”.

Gabriela Azevedo (vencedora da Feminina Kids) – “O meu posicionamento na moto me ajudou muito, principalmente na saída de curva – eu treinei bastante isso antes daqui. A especial tinha muita curva e buraco, foi preciso estar bem posicionada para não escorregar. Consegui melhorar isso e evoluir na prova”.

O Brasileiro de Enduro 2022 é patrocinado por Honda, TM Racing e KTM. O campeonato conta com o apoio de Borilli, Mattos Racing, Biker, IMS Racing, Motorex, Dica, Edgers, Race Tech, Sig Visual, BMS Racing, MR Pro Braces, Parts 57, Expocaccer, HSS, America Sports, Soul MX Trilha, Bomba Racing, Motofire, MCorse, Bamba Racing, Jarva Racing e Tribo Motos. A prova de abertura tem o apoio de Prefeitura de Itapema, Federação Catarinense de Motociclismo, Itapema Off-Road e Pro Tork.

Campeonato Brasileiro de Enduro 2022

Classificação após a quarta etapa

Geral
1º – Vinicius Calafati – 92 pontos
2º – Patrik Capila – 82 pontos
3º – Rômulo Bottrel – 76 pontos

E1
1º – Vinicius Calafati – 94 pontos
2º – Fernando Pereira – 75 pontos
3º – Gian Taffarel – 65 pontos

E2
1º – Patrik Capila – 95 pontos
2º – Rômulo Bottrel – 88 pontos
3º – Vitor Borges Garcia – 85 pontos

E3
1º – Crispy Arriegada – 92 pontos
2º – Bruno Martins – 81 pontos
3º – Felipe Cantú – 74 pontos

EJ
1º – Luciano Drumond Rocha – 97 pontos
2º – Jean Silva Zandonadi – 80 pontos
3º – Joaquim Antônio de Oliveira Neto – 78 pontos

E4
1º – Alexandre Valadares – 92 pontos
2º – Leoncio Krüger – 90 pontos
3º – Flávio Volpi – 82 pontos

EIntermediária
1º – Maurício Quadros – 90 pontos
2º – Felipe Rogério Carllete – 88 pontos
3º – João Pedro Lanzi Martini – 86 pontos

E35
1º – André Luiz Dalsasso – 92 pontos
2º – Valter Gonçalves Junior – 73 pontos
3º – Leandro Morais – 55 pontos

E40
1º – José Monteiro – 97 pontos
2º – Nielsen Bueno – 81 pontos
3º – Claudiney Couto – 74 pontos

E45
1º – William Menezes – 86 pontos
2º – Luciano de Menezes – 77 pontos
3º – Márcio Tazinazzo – 69 pontos

E50
1º – Márcio Rogério do Nascimento – 92 pontos
2º – Júlio César Pereira – 91 pontos
3º – Fernando Zanotto – 54 pontos

E55
1º – Manuel Simas – 100 pontos

EF
1º – Bárbara Neves – 100 pontos
2º – Larissa Lelis – 88 pontos
3º – Raiane Teixeira da Silva Kusma – 38 pontos

EAmador Nacional
1º – Paulo Israel – 70 pontos
2º – Jean Izaias – 50 pontos
3º – Leonel Zanatto – 47 pontos

EAmador Importada
1º – César Vinicius Costa Boaventura – 97 pontos
2º – Allison Pinto – 73 pontos
3º – Eduardo Precybelovics – 47 pontos

Youth
1º – Danilo Sfalsim – 42 pontos
2º – Frederico Mediote Rangel – 42 pontos
3º – Marcelo Barroso Filho – 50 pontos

Infantil
1º – João Pedro Grulli – 97 pontos
2º – Henrique Carlesso – 47 pontos
3º – Joaquim Xavier Legarrea – 44 pontos

Cadete
1º – Pedro Henrique Splindler – 92 pontos
2º – Leandro Carlesso – 50 pontos
3º – Mateus – 44 pontos

Juvenil
1º – Estevão Rangel – 100 pontos
2º – Gabriel Konz – 84 pontos
3º – Murilo Oliveira Cruz – 84 pontos

Feminina (Kids)
1º – Gabriela Azevedo – 97 pontos
2º – Kamile Martins – 91 pontos
3º – Lara – 40 pontos

Resultados (três primeiros) / Prova de Patrocínio (MG)

Geral
1º – Christophe Nambotin – 50 pontos
2º – Vinicius Calafati – 44 pontos
3º – Vitor Borges Garcia – 36 pontos

E1
1º – Vinicius Calafati – 50 pontos
2º – Fernando Pereira – 44 pontos
3º – Luciano Henrique Vasconcelos – 36 pontos

E2
1º – Patrik Capila – 45 pontos
2º – Vitor Borges Garcia – 45 pontos
3º – Rômulo Bottrel – 44 pontos

E3
1º – Christophe Nambotin – 50 pontos
2º – Nicolás Rodriguez – 40 pontos
3º – Bruno Martins – 40 pontos

EJ
1º – Luciano Drumond Rocha – 47 pontos
2º – Joaquim Antonio de Oliveira Neto – 47 pontos
3º – Luis Adriano Lino Zanotto – 38 pontos

E4
1º – Alexandre Valadares – 47 pontos
2º – Leoncio Krüger – 47 pontos
3º – Bruno Silva – 38 pontos

EIntermediária
1º – Maurício Quadros – 45 pontos
2º – João Pedro Martini – 44 pontos
3º – Felipe Carllete – 41 pontos

E35
1º – Felipe Legarrea – 47 pontos
2º – Aloisio de Assis Filho – 45 pontos
3º – André Luiz Dalsasso – 42 pontos

E40
1º – José Monteiro – 50 pontos
2º – Adriano de Ávila – 44 pontos
3º – Claudiney Couto – 38 pontos

E45
1º – William Menezes – 50 pontos
2º – Kleber Gonsalves – 42 pontos
3º – Roberto Carvalho Lamego Junior – 38 pontos

E50
1º – Júlio César Pereira – 47 pontos
2º – Daniel dos Reis – 43 pontos
3º – Márcio Rogério do Nascimento – 42 pontos

E55
1º – Manuel Simas – 50 pontos

EF
1º – Bárbara Neves – 50 pontos
2º – Larissa Lelis – 44 pontos

EAmador Nacional
1º – Jean Izaias – 50 pontos
2º – Luiz Gustavo Silva – 44 pontos
3º – Uyter Dias – 40 pontos

EAmador Importada
1º – César Boaventura – 50 pontos
2º – Allisson Pinto – 42 pontos
3º – Rafael Ribeiro – 40 pontos

Youth
1º – João Pedro Basílio – 50 pontos
2º – Frederico Mediote Rangel – 42 pontos
3º – Danilo Sfalsim – 42 pontos

Infantil
1º – João Pedro Grulli – 47 pontos
2º – Henrique Carlesso – 47 pontos
3º – Otávio Pessoa – 40 pontos

Cadete
1º – Leandro Carlesso – 50 pontos
2º – Pedro Henrique Splindler – 42 pontos
3º – Theo Ramos – 22 pontos

Juvenil
1º – Estevão Rangel – 50 pontos
2º – Gabriel Konz – 42 pontos
3º – Murilo Oliveira Cruz – 42 pontos

Feminina (Kids)
1º – Gabriela Azevedo – 50 pontos
2º – Kamile Martins – 44 pontos